Ricardo Calderoni é a atração do CP ao Vivo

Ricardo Calderoni é a atração do CP ao Vivo

Maestro que dirige projeto Fábrica Sonora - Locomotiva, de produção de instrumentos musicais sustentáveis para crianças e orquestra é o convidado da live nesta terça

Ricardo Calderoni dirige o projeto Fábrica Sonora - Locomotiva, em Santo André (SP)

publicidade

O maestro Ricardo Calderoni, diretor do projeto social Fábrica Sonora – Locomotiva é o convidado desta terça-feira, 27 de abril, às 18h15min. do Correio do Povo ao Vivo Lá em Casa. O projeto`com sede em Santo André (SP) ensina, gratuitamente, a arte de produzir instrumentos musicais sustentáveis e os destina às centenas de crianças da orquestra do projeto Locomotiva. Foi criado em 2008, após visita do maestro Rogério Schuindt ao Projeto El Sistema, na Venezuela, criado em 1975 pelo maestro José Antonio Abreu. Confira no Facebook, Twitter e YouTube do Correio do Povo. 

Na Venezuela, a metodologia de ensino gerou estrelas internacionais como o famoso maestro Gustavo Dudamel, e ampliou as perspectivas de desenvolvimento de 350 mil crianças já contempladas. No entanto, até hoje, há uma dificuldade econômica de oferecer instrumentos musicais aos jovens. Na América do Norte e em 42 países da Europa, com mais recursos, a implementação dessa iniciativa pode prosperar sem maiores obstáculos. No Brasil, através da criatividade, este problema está sendo resolvido no Fábrica Sonora -  Locomotiva por meio do desenvolvimento de técnicas de produção de instrumentos com matéria-prima sustentável.

 “A novidade do nosso trabalho é popularizar as técnicas de produção de instrumentos musicais, de modo sustentável, e profissionalizar pessoas na comunidade, dando acesso e projeção a essa arte da lutheria no Brasil, gratuitamente. Formamos profissionais com esse saber que é raro, pois envolve o conhecimento de mestres que por séculos têm desenvolvido novas técnicas de fabricação de instrumentos de cordas", explica Calderoni. No projeto Fábrica Sonora - Locomotiva todos os instrumentos - violinos, violas e violoncelos -  são feitos com PVC, que tem em sua composição petróleo e sal marinho. Essa matéria-prima seria descartada e no aterro sanitário levaria até 600 anos para se decompor. 

 


publicidade

publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895