Rihanna promete novo álbum após sucesso no Super Bowl: 'Seria ridículo se não fosse este ano'

Rihanna promete novo álbum após sucesso no Super Bowl: 'Seria ridículo se não fosse este ano'

A cantora disse em entrevista que está se pressionando para lançar um novo álbum ainda em 2023

R7

Rihanna diz estar procurando uma forma de quebrar esta paralisação e voltar a lançar hits por diversão

publicidade

Em entrevista à revista Vogue britânica, a cantora internacional Rihanna disse que acredita estar na hora de lançar um novo projeto e que espera que isso ocorra até o final de 2023. “Eu quero que seja este ano. Honestamente, seria ridículo se não fosse este ano. Mas eu só quero me divertir. Eu só quero fazer música e fazer vídeos”, afirmou.

O último álbum de Rihanna foi "Anti", de 2016, que foi o mais brilhante de sua carreira, segundo a artista: "Mas sempre pareceu o álbum mais coeso que já fiz”.  “Sabe quando você analisa e percebe que este álbum vai de Work para Kiss It Better para Needed Me para Love on the Brain para Sex with Me para Desperado… e de alguma forma tudo se encaixa e nem por um segundo você falhou?”, comentou.

Ela disse também que "Anti" foi um divisor de águas, assim, dificultando à cantora apostar em novos lançamentos. A artista afirmou que só vai lançar algo novo se acreditar que está tão bom quanto o anterior. "Existe essa pressão que eu coloco em mim mesma. Se não for melhor do que isso, nem vale a pena”, contou.

Rihanna diz estar procurando uma forma de quebrar esta paralisação e voltar a lançar hits por diversão. “Percebi que, se eu continuar esperando até que isso pareça certo, perfeito e melhor, talvez continue demorando uma eternidade e talvez nunca saia. Então, eu quero brincar. E por brincadeira, quero dizer que tenho minhas ideias na cabeça, mas ainda não posso dizê-las em voz alta", encerrou.


Mais Lidas

Guia de Programação: a grade dos canais da TV aberta deste domingo, dia 21 de abril de 2024

As informações são repassadas pelas emissoras de televisão e podem sofrer alteração sem aviso prévio

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895