Sete projetos do Rio Grande do Sul são selecionados pelo edital do Itaú Cultural

Sete projetos do Rio Grande do Sul são selecionados pelo edital do Itaú Cultural

A proposta é voltada às artes cênicas brasileiras

Correio do Povo

Projeto de Eduardo Ben-Hur Pereira (Circo Petit POA-RS) foi selecionado

publicidade

Sete projetos do Rio Grande do Sul foram selecionados pelo Itaú Cultural para o primeiro edital da série “Arte como Respiro: múltiplos editais de emergência”, com a proposta de acolher os artistas sujeitos a atuar isoladamente e sem remuneração durante o período de suspensão social em decorrência da pandemia do Covid-19. De Porto Alegre, foram selecionados a Associação Varanda Cultural (formas animadas), Catharina Cecato Conte (dança), Dos Gardênias Produções Artísticas Ltda (performance), Fernanda Bertoncello Boff (dança), Mariana da Rosa Azevedo (teatro adulto), Paulo Gustavo Moraes (circo), e de Novo Hamburgo, Eduardo Ben-Hur Pereira (Circo Petit POA-RS) MEI  (circo).

Foram contabilizadas para esta seleção, voltada a artes cênicas, mais de 7,2 mil inscrições de todo o país, entre as quais foram selecionados 200 trabalhos de 25 diferentes Estados. Os 200 espetáculos receberão um valor de até R$ 10 mil como remuneração pelo licenciamento dos direitos autorais do trabalho apresentado. Entre os contemplados, 42 são do eixo “espetáculos produzidos antes do cenário de isolamento” e outros 158 do eixo “trabalhos produzidos na quarentena”, categoria que abarca a maior diversidade com propostas de cenas, performances, intervenções e espetáculos online.

Os trabalhos selecionados neste edital serão apresentados ao público de acordo com a agenda organizada pela equipe de Artes Cênicas do Itaú Cultural dentro do prazo de até dois meses, podendo ser alterado diante do quadro social referente à pandemia ou de necessidades da própria organização. Ficará a critério da instituição se a exibição será realizada em sua grade de programação virtual ou por meio dos canais e mídias dos próprios artistas, hipótese em que deverá ser feita menção ao apoio do Itaú Cultural.  A gerente do Núcleo de Artes Cênicas, Galiana Brasil, disse que o processo de seleção foi realizado em tempo curto, tendo em vista a situação pandêmica. “Esse edital é fruto de um trabalho coletivo, como é, em essência, o labor das artes cênicas. Tomara que mais ações surjam e contribuam para a manutenção da vida ativa dos nossos artistas”, conclui Galiana.

Além do RS, no Sul, o Paraná teve oito contemplados, e Santa Catarina seis. No Nordeste, Pernambuco saiu com 10 contemplados, Ceará com nove, Bahia com oito, Rio Grande do Norte, com cinco, Paraíba teve dois trabalhos selecionados assim como o Piauí, Sergipe, Alagoas e Maranhão, tiveram um cada. Entre os estados do Centro-Oeste, Goiás teve cinco, o Distrito Federal três e Mato Grosso do Sul um. A região Norte é representada por dois projetos do Amazonas, dois do Pará, além do Acre, Rondônia e Tocantins com um, cada estado. No Sudeste, São Paulo contou com 80 trabalhos contemplados, Rio de Janeiro, 33, Minas Gerais, 10 e Espírito Santo, um.


publicidade

publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895