Cães que ajudam pacientes
capa

Cães que ajudam pacientes

Por

publicidade


Cães possuem inúmeras habilidades e aptidões que permitem que eles executem diversas tarefas. As mais comuns são caça, guarda, pastoreio e companhia. Entretanto, eles realizam muitas outras, como se transformarem em atores, blogueiros, modelos, manequins, dorminhocos profissionais, esportistas, amigos, facilitadores de sorrisos, limpadores de comida caída no chão, terapeutas e tantas outras. O texto de hoje vai ser para falar sobre os cães que utilizam seus talentos para ajudar as pessoas enfermas. Muitos cachorros vêm sendo utilizados, com muito sucesso, como auxiliares na terapia e reabilitação de pacientes.A utilização de cães com pessoas doentes tem se revelado um poderoso antídoto contra a depressão, pois eles levam alegria aos pacientes e promovem a interação daqueles que precisam passar por um período de internação.


Estudos científicos já comprovaram que o contato com os bichinhos aumenta a produção de endorfina e serotonina, que são considerados os "hormônios do bem" e reduz as taxas de cortisol que é relacionado ao estresse. Com isso, o que é possível notar é que os pacientes têm considerável redução dos sintomas da depressão, tem menos episódios de dor, tem diminuição da ansiedade e a baixa da pressão sanguínea. A presença dos animais também ajuda a aumentar a capacidade motora e a melhora no sistema imunológico. Pessoas que sofrem de câncer e precisam submeter-se à quimioterapia e/ou radioterapia, que possuem efeitos colaterais desgastantes, os animais ajudam a desviar o foco da doença e, consequentemente, podem promover uma melhora emocional do paciente.


Uma equipe do Mount Sinai Beth Israel Hospital, em Nova Iorque, realizou uma pesquisa acompanhando 42 pacientes que realizaram seis semanas de quimioterapia e radioterapia para cânceres de cabeça e pescoço e, no geral, os cães ajudaram a tornar a carga do tratamento um pouco mais fácil. Utilizando questionários padronizados, a equipe descobriu que o bem-estar físico dos pacientes se deteriorou ao longo do tratamento, mas o seu bem-estar emocional e social - que inclui sentir-se apoiado - aumentou. Um paciente chegou a relatar o seguinte: "Eu teria parado o tratamento, mas eu queria vir para ver o cão".



Alguns dos motivos que explicam o sucesso dos cães com os pacientes é que eles não julgam, não tentam dar conselhos ou contar suas histórias. Eles simplesmente oferecem conforto para as pessoas que enfrentam circunstâncias assustadores.  Em resumo, os cães oferecem algo que nem mesmo a pessoa mais bem-intencionada pode oferecer, eles nos oferecem amor e amizade incondicional. Que mais entidades utilizem desse dom dos nossos amigos peludos.


Por Tiago Cardoso, adestrador e franqueado da Cão Cidadão/Fotos Divulgação