Espaço com arte

Espaço com arte

publicidade

Já escrevi por aqui que o encontro do diretor Alfonso Cuarón e da equipe do filme "Gravidade", recentemente, no Festival Internacional de Cinema de Toronto (Tiff), foi um evento à parte. Carismática, comunicativa e muito envolvida, Sandra Bullock foi enfática ao falar de sua "personagem espacial".  O diretor mexicano  e a atriz norte-americana festejaram a produção, apontando o prazer e as dificuldades vividos no projeto. Com talento, os realizadores fazem oe spectador mergulhar no Espaço Sideral, entre silêncios estrondosos e ruídos intensos, tudo permeado por uma trilha sonora instigante. “Gravidade”, que coloca o espectador num passeio em 3D no espaço, acompanhado de George Clooney e de Sandra Bullock (ela mais tempo do que ele na tela), tem agradado público e crítica. E não é para menos. O filme pontua um universo de possibilidades, encontros e desencontros, um aflorar de sentimentos e intuições, a partir da vivência dos astronautas, e da angustiante situação a que se submetem quando algo não sai como o previsto. Imagens e sonoridades intensas acompanham o espectador, num passeio estético e espacial. Desde o início, o som criado por Steven Price (de “O Senhor dos Anéis”) impressiona e produz encantamento cinematográfico. No final pode ficar uma sensação intensa de como é bom ter "os pés na Terra".

 

Marcos Santuario

Mais Lidas

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895