Relação entre pai e filha
capa

Relação entre pai e filha

Casey Affleck produz, dirige e atua no excelente "A Luz no Fim do Mundo"

Por
Chico Izidro

Filme apocalíptico que mostra a relação intensa entre pai e filha

publicidade

Casey Affleck produz, dirige e atua no excelente "A Luz no Fim do Mundo" ((Light of My Life), filme apocalíptico que mostra a relação intensa entre pai e filha. A história não é diferente de tantas outras já contadas, lembrando muito "A Estrada" (2009) e "Compra-me um Revólver" (2018), mas as atuações e o suspense o tornam especial.

Num futuro não muito distante, uma epidemia dizimou as mulheres do planeta. Mas a pequena Rag (Anna Pniowsky), filha de Caleb (Casey Affleck), é aparentemente a única sobrevivente da tragédia. Assim, se torna um espécime especial, e por isso seu pai tem de fazer de tudo para protegê-la.

Os dois vagam pelos Estados Unidos, sempre se escondendo dos estranhos. A menina, de cerca de nove anos, só veste roupas masculinas e anda sempre com o cabelo curto. E é orientada a agir como um menino.

Porém na sua idade, Rag começa a querer questionar as coisas, e não se sentir tão protegida e cuidada por Caleb - que com sua proteção, beira ao sufocamento. O filme é calcado em ótimos diálogos. Mas a atuação de Affleck e Pniowsky, principalmente ela, são de deixar o queixo caído. É uma obra de fraternidade e de esperança.

Leia demais posts do blog