Tubarões à vista
capa

Tubarões à vista

"Medo Profundo: O Segundo Ataque" é filme para quem gosta de tubarões

Por
Chico Izidro

Jovens passam horas tentando evitar serem devoradas

publicidade

"Medo Profundo: O Segundo Ataque" (47 Meters Down: Uncaged), do diretor Johannes Roberts, que já havia feito "Medo Profundo", em 2017, e que até era interessante, com duas amigas presas em uma jaula tentando escapar de um tubarão branco. Aliás, filmes feitos para quem gosta de tubarões. Eu gosto.

A trama transcorre no México, para onde foi uma família de americanos, com as filhas de mães diferentes Mia (Sophie Nélisse) e Sasha (Corinne Foxx). E elas não se bicam, sendo que a primeira, por sua timidez, é vítima de bullying na escola.

Em um dia, as duas decidem escapar de uma excursão escolar com duas amigas, e vão para um local secreto, onde se localiza uma caverna com obras de uma civilização antiga. A entrada acaba desabando e as garotas ficam trancadas lá dentro, sem muito oxigênio.

E claro que no lugar se encontram tubarões famintos por carne humana. E as jovens vão passar as próximas horas tentando evitar virar comida. Enfim, o filme é isso. Caça e caçador, com cenas subterrâneas. Algumas até dão sustos. E a gente olha para tal personagem e já sabe que ele será o próximo alvo. E claro, os momentos de tensão fazem com que as irmãs acabem criando laços diante do pavor.

Leia demais posts do blog