capa

Vigor histórico e feminino

No elenco do histórico "Duas Rainhas" estão Saoirse Ronan e Margot Robbie e Guy Pearce.

Por
Marcos Santuario

O reino da Inglaterra está em disputa pelas primas que vivem, cada uma em sua vida, momentos pessoais intensos

publicidade

Com direção da britânica  Josie Rourke, "Duas Rainhas" é daquelas produções que ficam para a história, mostrando o vigor de persongens femininas, além de atuações que têm a mesma intensidade. No elenco estão Saoirse Ronan e Margot Robbie e Guy Pearce. Eles são os elementos principais na trama que  explora a vida turbulenta de Mary Stuart, jovem que aos 16 anos era Rainha da França e aos 18 já era viúva. A narrativa apresenta não só a pressão social e política para que Mary se case novamente, mas também os sentimentos que envolviam pessoas e instituições na busca de poder e preservação de reinos. A intensidade dramática alcança ainda mais força pois a jovem decide retornar ao seu país de origem para recuperar seu trono que está sob comando de Elizabeth I, sua prima.

 

Os conflitos entre Mary, na Escócia, e a prima reinando na inglaterra se intensificam, mas a escolha do roteiro em manter as duas separadas pela distância física, remete ao encontro de cartas e manifestações de desejos, anseios e visões pessoais. As cartas vão e vêm, gerando uma narrativa por vezes até poética entre as duas mulheres.

 

Com roteiro de Beau Willimon, de “House of Cards”, o drama é baseado no livro “Queen of Scots: The True Life of Mary Stuart”, de John Guy, e avança mostrando a determinada Mary agindo para fazer valer sua reinvindidação de governar a Inglaterra ameaçando a soberania de Elizabeth. 

Momento interessante de personagens  masculinos vivendo um rol secundário, em meio a uma reconstituição de época que não  desmerece a trama. Vale conferir.