Advogada gaúcha é uma das coordenadoras jurídicas do movimento #MeTooBrasil

Advogada gaúcha é uma das coordenadoras jurídicas do movimento #MeTooBrasil

Objetivo é amplificar a voz e proporcionar suporte para as vítimas de abusos sexuais

Correio do Povo

Advogada Gabriela Souza é uma das coordenadoras jurídicas do movimento #MeTooBrasil

publicidade

A advogada Gabriela Souza é uma das coordenadoras jurídicas do movimento feminista #MeTooBrasil, recém-lançado no País. “É um movimento internacional que chega para afirmar: acabou o silêncio”, disse. Gabriela criou, em 2017, o escritório Gabriela Souza - Advocacia para Mulheres, o primeiro especializado em causas femininas no Rio Grande do Sul. 

A campanha contra assédio e agressão sexual tomou corpo mundial em outubro de 2017, como uma hashtag nas redes sociais, criada por Tarana J. Burke nos Estados Unidos. 

No Brasil, é um braço independente, idealizado pela advogada Marina Ganzarolli, a fim de dar visibilidade às denúncias de abuso sexual. O objetivo do #MeTooBrasil é amplificar a voz de sobreviventes, dar visibilidade aos milhares de relatos de abuso sexual silenciados e dar suporte para que meninas e mulheres saibam que não estão sozinhas. 

A união de esforços, por meio da parceria com o projeto Justiceiras, proporcionará apoio e orientação às sobreviventes e a tomada de providências necessárias junto às autoridades competentes e encaminhamento à Ouvidoria das Mulheres do Conselho Nacional do Ministério Público, a fim de acabar com o abuso sexual no País, principalmente aqueles cometidos com abuso de autoridade, hierarquia no trabalho, superioridade econômica e liderança religiosa ou espiritual.

Denúncias recentes

A criação no Brasil é inspirada pelas recentes denúncias coletivas de abuso e agressão sexual no setor audiovisual, destinada à escuta e encaminhamento de denúncias de violência sexual. No site oficial do #MeTooBrasil, as mulheres podem contar suas histórias, pedir apoio (jurídico, psicológico e socioassistencial) e realizar denúncias formais que podem ser remetidas às autoridades competentes.

O #MeTooBrasil, além de Gabriela e Marina, é coordenado também pelas advogadas Isabela Guimarães Del Monde e Luanda Pires, em parceria com o Projeto Justiceiras, fundado pela promotora de Justiça Gabriela Manssur e pelas advogadas Luciana Terra e Anne Willians. É apoiado pela Associação Nacional dos Membros do Ministério Público - Conamp e Mega Models Brasil.


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895