Adiante

Adiante

Alina Souza

Conselho de Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável (Consea/RS), Cáritas Brasileira e Ação da Cidadania promovem campanha Natal Sem Fome. Comunidade Povo Sem Medo, Porto Alegre.

publicidade

Que bom seria se todos os fins fossem começos, pois nestas datas as pessoas ficam mais sentimentais, solidárias, revêem os seus passos, percebem o que falta e o que podem melhorar. Para muitos, falta comida — mas sobram sonhos, esperança. Na comunidade Povo Sem Medo, zona norte de Porto Alegre, os moradores comemoraram a chegada de doações após um longo período acostumados ao esquecimento. A campanha Natal Sem Fome, promovida pelo Consea/RS em parceria com Cáritas Brasileira e Ação da Cidadania, devolveu alento a famílias que enfrentam o solo árido da vulnerabilidade social. Entre os adultos que faziam filas para buscar os alimentos, eu vi um menino-homem carregar no ombro a grandiosidade de uma cesta básica. A moça que fazia a entrega dos mantimentos perguntou onde estavam os seus pais, não consegui ouvir a resposta do jovem, apenas apreciei a segurança e o comprometimento com os quais conduzia os irmãos mais novos. Não havia hesitação nos olhos dele, apenas indícios de uma infância atravessada pela necessidade de tornar-se maduro e forte para não deixar-se abater pelos densos grãos de poeira das margens. O menino-homem seguia apressado, ininterrupto, imbuído do desejo de indicar um norte aos demais do seu grupo e mostrar que na linha onde termina o presente, revigora o futuro.


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895