capa

Ambiente de aprendizagem

Por
Alina Souza

Conhecimento: costuras.

publicidade

Penso em conhecimento e logo associo ao ato de encontrar as pontas das linhas. Costurar indagações, experiências, ensinamentos. As lições dos professores, as pesquisas, e o que vai muito além dos conceitos, da palavra inscrita, falada. Mesclar os fios, tentar outros pontos de vista, remendar peças esquecidas em busca de novos sentidos. Conhecedores das causas e efeitos, observadores da realidade feita do mais puro algodão ao mais sofisticado cetim, tecemos argumentos, reforçamos o posicionamento crítico. Decidimos o rumo dos pontos, a escolha da agulha, a hora certa dos arremates. Munidos de informação e discernimento, enfrentamos as dúvidas sem medo, reelaboramos perguntas e respostas. Conseguimos alinhar o emaranhado de estímulos e pensamentos. Mas é preciso luz, a claridade de um ambiente de aprendizagem. As mãos que ajudam, as vozes que orientam, o cerzir coletivo. Do contrário, os carretéis ficariam abandonados; os tecidos, desfiados. O saber, interrompido.

 

Texto e fotos: Alina Souza