capa

Um sonho

Por
Alina Souza

Aves na Bacia do Rio Tramandaí.

publicidade

Quem me dera largar todos os pesos e acompanhar o voo dos pássaros. Sem bagagens inúteis, solta no espaço etéreo. Redescobrindo a brandura da liberdade, há muito tempo presa entre mensagens demasiadas, telas múltiplas, faróis, sinaleiras, congestionamento de tantos vazios. Ver tudo de cima, tecer reflexões, sobrevoar. E, nas primeiras horas da manhã, cantar nas janelas de quem eu amo. Visitar um a um, não medir distâncias, não encontrar desculpas. Se o vulto da ansiedade aparecer, vou bater as asas e fugir. O céu é vasto, a pressa não me alcançará. Construirei ninhos nos recantos onde adormece a paz. Aproveitarei o azul profundo sem culpas e cobranças. Perderei algumas penas pelo caminho, e elas ajudarão a compor história. Irei me juntar às outras aves, mas, em alguns momentos, viajarei só, para sentir um pouco mais de mim mesma e decidir a verdadeira rota. Seguirei a brisa da independência. Até encontrar o lugar que abrigará meu definitivo pouso. Mais madura, poderei finalmente sossegar.

Texto e fotos: Alina Souza