Inter, o tamanho do abismo
capa

Inter, o tamanho do abismo

...Alguns cenários que nos levam a indicativos de perda neste ano de R$ 100 milhões..."

publicidade

Divulgo neste sábado, na coluna do jornal Correio do Povo e aqui no blogue, entrevista com o vice presidente do Inter, Alexandre Chaves Barcellos, hoje o mais cotado para comandar o clube em 2021.
Antecipo uma das questões.

Quanto o Inter projeta de diminuição de receita este ano, já que a previsão orçamentária para 2020 era de R$ 397 milhões?

Como estimar redução de receita sem qualquer cenário no horizonte de volta das competições em situação de normalidade? Isto é difícil, todavia, já divulgamos alguns cenários que nos levam a indicativos de perda neste ano de R$ 100 milhões, o que será auferido, com um juízo   maior de certeza, quando do retorno às competições. O que podemos afirmar, neste momento, é que as perdas serão muito consideráveis e vão demandar, de todos os envolvidos no futebol, um novo pacto, pois os danos se protrairão ao longo dos próximos 2 ou 3 anos.