Os executivos de futebol

Os executivos de futebol

Em alguns casos, o vice de futebol é figura decorativa

publicidade


Eder Traskini e Gabriel Carneiro assinam matéria no UOL que leva a seguinte manchete:
“Superpoderosos. Mercado de dirigentes aquece com eleições em clubes, mas pouco varia nos nomes.”
Trata dos executivos de futebol.
Eles mandam num setor onde quem dava as cartas era o vice de futebol.

Alguns clubes praticamente terceirizam o principal departamento.
Em alguns casos, o vice de futebol é figura decorativa. Isto me faz lembrar de Fernando Carvalho, que além de conhecer a base do Inter, sabia avaliar jogadores na hora de contratar.
Montou um time que desbravou a América e o mundo.


O time do Grêmio campeão da Copa do Brasil não tinha executivo.
O vice era Adalberto Preis, que comandava com pulso firme.
O grupo do Grêmio campeão da Libertadores de 2017 foi quase todo montado sem executivo de futebol, que chegou no final de março, portanto sem conhecer o clube.

 


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895