capa

Boca Juniors e Rosario Central decidem o título da Supercopa Argentina

Partida acontece nesta quinta-feira, às 21h10min, em Mendoza

Boca e Central buscam ganhar a Supercopa pela primeira vez

publicidade

Boca Juniors e Rosario Central vão decidir nesta quinta-feira, às 21h10min, o título da Supercopa Argentina 2019. O confronto, que será disputado em Mendoza, reúne os campeões da Superliga 2017/18, os xeneizes, e da Copa Argentina 2018, os canallas. Os dois clubes buscam levantar o troféu pela primeira vez.

Para o Boca Juniors, a Supercopa Argentina surge como a possibilidade para voltar a vencer uma final após o traumático ano de 2018, quando o clube perdeu duas decisões para o rival River Plate. Somado a isso, o Xeneize tem a derrota na Supercopa para o San Lorenzo em 2016, o que traz um histórico recente desfavorável de três decisões perdidas de forma seguida. A última vez que o Boca venceu uma final foi na Copa Argentina de 2015, quando superou o próprio Rosario Central por 2 a 0 em uma partida marcada por polêmicas com a arbitragem.

A Supercopa Argentina também traz a primeira oportunidade de título para o técnico Gustavo Alfaro no comando do Boca. Para enfrentar o Central, o treinador tomou a decisão de deixar Carlos Tevez no banco. Após uma lesão do camisa 10 e a sequência de boas atuações de Mauro Zárate, Alfaro optou por escalar o ex-jogador do Vélez como companheiro de Darío Benedetto no ataque xeneize.

 

Boca conquistou a Superliga Argentina 2017/18

O Boca tem ainda uma dúvida na escalação para a partida desta noite. O uruguaio Nández sofreu uma lesão na partida da Copa da Superliga contra o Godoy Cruz no domingo e é dúvida. Se ele não puder atuar, o garoto Almendra será titular diante do Rosario Central.

A escalação do Boca para a decisão da Supercopa Argentina (4-4-2): Andrada; Buffarini, Lisandro López, Izquierdoz, Emmanuel Mas; Villa, Nández (Almendra), Marcone, Reynoso; Zárate e Benedetto.

Em caso de conquista, o Boca Juniors chegará a sua 13ª copa nacional e vai se tornar de forma isolada o maior vencedor de competições desse tipo na Argentina - atualmente divide o posto com o Racing.

 

Central tenta salvar o semestre

Se para o Boca a Supercopa é a possibilidade de voltar a vencer uma final após quatro anos, o Rosario Central tem na competição a chance de salvar um primeiro semestre de 2019 terrível para o clube. A equipe foi eliminada nas primeiras fases de três competições – Libertadores, Copa Argentina e Copa da Superliga – e tem apenas duas vitórias em 19 partidas disputadas.

O técnico Diego Cocca – o terceiro comandante do Central no ano – vai apostar em uma formação com reforço na parte defensiva para enfrentar o Boca Juniors. Sem o meia-atacante Jonas Aguirre, lesionado, o zagueiro Almada vai entrar na equipe para formar uma linha de cinco defensores. O provável time (5-3-2): Ledesma; Molina, Almada, Caruzzo, Barbieri, Parot; Villagra, Rinaudo, Leonardo Gil; Lovera e Riaño.

 

Central conquistou a Copa Argentina 2018

O Rosario Central tem boas lembranças de Mendoza. O estádio Malvinas Argentinas foi palco da conquista da Copa Argentina de 2018, que acabou com um jejum do clube de 25 anos sem ganhar um título.

Esta será a sétima edição da Supercopa Argentina, que começou a ser disputada em 2012. O Boca Juniors disputou a competição em três oportunidades e nunca foi campeão – perdeu para River, San Lorenzo e Arsenal de Sarandí. O Rosario Central vai disputar a Supercopa pela primeira vez.

 

A partida não será transmitida em televisão para o Brasil, mas o canal Esporte Interativo anunciou que vai transmitir o jogo em sua plataforma do EI Plus e no Youtube.