capa

Diego Cocca garante Rosario Central com força máxima contra a Universidad Católica

Time argentino precisa de uma combinação improvável de resultados para classificar

Cocca garantiu Central com força máxima na quarta-feira

publicidade

Ainda que tenha chances mínimas de classificação para as oitavas de final da Libertadores da América – precisa de uma improvável combinação de resultados -, o Rosario Central terá seu time principal para enfrentar a Universidad Católica nesta quarta-feira, às 19h15min, no Gigante de Arroyito. Em entrevista coletiva nesta segunda, o técnico Diego Cocca garantiu que vai escalar força máxima diante dos chilenos.

“Vamos dar importância aos jogos que faltam (na Libertadores). Enfrentaremos a Católica sabendo que precisamos dos três pontos em nossa casa diante da nossa torcida. A ideia é usar o melhor que temos. Em alguns momentos não fizemos isso por questões internas, de lesões ou problemas físicos”, afirmou Cocca, que não escalou alguns dos seus principais jogadores no confronto com o Grêmio na Arena há duas semanas.

O Rosario Central obteve no sábado a sua segunda vitória em 2019. Os Canallas bateram o Aldosivi por 2 a 1 em Mar del Plata, mas não conseguiram evitar a eliminação na Copa da Superliga Argentina – haviam perdido em Rosario por 2 a 0 no jogo de ida. Mesmo eliminado, o técnico Diego Cocca se mostrou satisfeito com a atuação da equipe e acredita que é preciso dar sequência ao time para ganhar entrosamento.

“Gostei da atitude que a equipe teve em Mar del Plata. Decidimos dar continuidade aos jogadores para que sigam evoluindo fisicamente. Temos que ter um time mais intenso, que pressione o adversário e conseguimos fazer isso na maior parte do tempo”, projetou.

A combinação para classificação do Rosario Central às oitavas da Libertadores depende de uma derrota do Grêmio para o Libertad nesta terça-feira. Sendo assim, o time argentino poderá entrar em campo para enfrentar a Universidad Católica já eliminado. Além dos jogos que faltam na Libertadores, o Central tem ainda neste semestre a disputa da Supercopa Argentina diante do Boca Juniors, marcada para 2 de maio.

O time do Rosario Central na vitória sobre o Aldosivi e que deverá ser repetido contra a Católica: Ledesma; Bettini, Barbieri, Almada, Parot; Pereyra, Leonardo Gil, Villagra, Aguirre; Lovera e Riaño.