Lesão faz Rodrigo Mora abandonar a carreira aos 31 anos
capa

Lesão faz Rodrigo Mora abandonar a carreira aos 31 anos

Por

publicidade

Foto: River Plate / Divulgação


 

O atacante Rodrigo Mora anunciou sua aposentadoria dos gramados neste final de semana, quando o River Plate se apresentou para a temporada 2019. O uruguaio foi vencido por uma lesão crônica no quadril, que o obrigou a abandonar a carreira precocemente aos 31 anos.

 

Rodrigo Mora começou a sofrer com o problema na parte de superior do fêmur direito em maio de 2017. Após passar por cirurgia, ele voltou aos gramados em 2018, mas seguiu tendo dores no local. O jogador fez parte do grupo do River que ganhou a Libertadores da América. As dores, porém, o impediram de ser utilizado pelo técnico Marcelo Gallardo na reta final da competição nos confrontos com Grêmio e Boca Juniors.

 

Sem perspectiva de cura da lesão, Mora anunciou a decisão de abandonar a carreira e deixa o River Plate como um dos ídolos da torcida. O uruguaio chegou ao Monumental de Núñez em 2012 - quando o clube voltava para a primeira divisão argentina - e faz parte do renascimento millonario nos últimos anos com, entre outros títulos, as conquistas de duas Libertadores.

 

Mora anunciou a aposentadoria em suas redes sociais:



 

River ainda sem reforços

O elenco do River Plate que se reapresentou para iniciar a preparação para a temporada 2019 ainda não contou com nenhum reforço. Em relação ao grupo que conquistou a Libertadores de 2018, a baixa é o meia-atacante Pity Martínez, negociado com o Atlanta (EUA). Juan Quintero, que tinha proposta do futebol chinês, decidiu ficar no clube.

 

A principal preocupação do River neste começo de ano é uma reposição para Pity Martínez. O nome da vez apontado pelo técnico Marcelo Gallardo é o do meia Luis Díaz, um dos destaques do Junior Barranquilla na campanha do vice da Sul-Americana.