Na mira de Grêmio e Corinthians, Boselli é o típico centroavante fazedor de gols
capa

Na mira de Grêmio e Corinthians, Boselli é o típico centroavante fazedor de gols

Por

publicidade

Foto: Instagram / Reprodução


Surgiu ainda no final de semana a informação sobre uma negociação do Grêmio para contratar o argentino Mauro Boselli, que atua no León, do México. O Tricolor teria ainda a concorrência do Corinthians no negócio. Aos 33 anos, Boselli é um jogador que mostrou ao longo da carreira uma grande capacidade para fazer gols. Ele é o típico centroavante matador.

 

Boselli não é brilhante tecnicamente, mas executa com precisão a tarefa de ser o "fazedor de gols", uma expressão até usada pelo Grêmio durante a busca por um centroavante no começo de 2017. Na ocasião, o Tricolor contratou Lucas Barrios, que foi o artilheiro do clube na temporada e titular na conquista do tricampeonato da América. Pois Boselli pode dar resultado parecido.

 

Com grande capacidade de colocação na área, Mauro Boselli se mostra um ótimo cabeceador apesar de não ser muito alto - tem 1,81m. Destro, também finaliza bem com a perna esquerda. Os gols de Boselli costumam ser em lances com poucos toques na bola. Ele é um típico definidor. Não dá para esperar que o argentino seja um criador de jogadas. Mauro Boselli é o centroavante que aproveita as situações de gols criadas pelos companheiros.

 

Mauro Boselli iniciou a carreira no Boca Juniors, onde ainda reserva foi campeão da Libertadores em 2007. Sem espaço em um ataque formado por Martín Palermo e Rodrigo Palacio, ele acabou negociado com o Estudiantes. Foi no clube de La Plata que o centroavante viveu o primeiro grande momento na carreira.

 

Foram quatro anos de Estudiantes com 124 partidas disputadas e 60 gols marcados, incluindo o que deu o título da Libertadores de 2009 ao clube argentino na final contra o Cruzeiro. Mauro Boselli marcou também um gol contra o Barcelona de Pep Guardiola na decisão do Mundial de Clubes daquele ano. O Estudiantes vencia a partida até os 44 do segundo tempo, quando Pedro empatou. Na prorrogação, Messi garantiu o título para os catalães.

 

Do Estudiantes, Boselli seguiu para o Wigan, da Inglaterra, onde não teve sucesso, assim como toda a sua passagem pelo futebol europeu. Depois do Wigan, Boselli ainda jogou nos italianos Palermo e Genoa. Somando os três clubes foram apenas sete gols marcados no Velho Continente.

 

O renascimento de Boselli ocorreu no Léon, onde chegou em 2013. Em cinco temporadas, o centroavante marcou 130 gols em 221 jogos - uma boa média de 0,59 por jogo - e conquistou o Campeonato Mexicano em duas oportunidades. O argentino marcou gols nas duas finais vencidas pelo clube, o que o transformou em um dos principais ídolos da torcida.

 

Mauro Boselli tem contrato com o León até junho de 2019, quando ficará livre. Ele anunciou ainda no mês passado que não iria prorrogar o vínculo. Dessa forma, o León tenta aproveitar esta janela como a última oportunidade para receber algum valor pelo jogador.

 

Claro que pelos 33 anos de Boselli, Grêmio nem Corinthians pode pagar um alto valor para contratar o atacante. Ainda assim, o faro de gol do argentino vale a investida dos dois clubes.



Veja alguns gols de Mauro Boselli pelo León: