Novo técnico do Rosario Central, Paulo Ferrari promete futebol moderno e time agressivo
capa

Novo técnico do Rosario Central, Paulo Ferrari promete futebol moderno e time agressivo

Paulo Ferrari terá sua primeira chance como técnico

publicidade

Paulo Ferrari foi apresentado como o substituto de Edgardo Bauza no comando do Rosario Central. O ex-lateral-direito, de 37 anos, terá sua primeira experiência como treinador e falou sobre como pretende montar a equipe canalla. Ele afirmou que seu objetivo é ter um time que procure ser protagonista nos jogos e que seja agressivo para dominar a posse de bola.

“A ideia é armar uma equipe que saia para propor o jogo, que tenha domínio da bola, bom jogo e, sobretudo, que seja agressivo. Quero também que possamos recuperar rápido a posse de bola com marcação alta”, projetou Ferrari mostrando uma ideia de jogo bem diferente de seu antecessor.

Diante de sua primeira oportunidade como técnico, Ferrari disse entender o receio de parte da torcida em relação ao seu nome para treinar a equipe. Ele afirmou que sabe que precisa de resultados no começo do trabalho para ganhar a confiança dos torcedores. “Encaro como o desafio mais importante da minha vida, sem dúvida. Foi tudo muito rápido, mas estou muito alegre. É óbvio que tenho que ganhar a confiança da torcida com resultados. Em geral é assim no futebol, quando assume um técnico sem experiência é normal que se tenha receio por ninguém conhecer o seu trabalho”, declarou.

Paulo Ferrari se espelha em técnicos como César Luis Menotti, Miguel Ángel Russo, Eduardo Coudet e Diego Simeone, nomes que trabalhou nos tempos de jogador. “Sigo conversando com o Coudet, peguei muitas coisas dele como treinador. Temos uma grande relação e falamos muito de futebol. Além disso, tive a honra de ser dirigido no River Plate pelo Simeone, que é hoje um dos principais treinadores do mundo. Espero ter aprendido um pouco com cada um deles”, afirmou.

A estreia de Paulo Ferrari no comando do Rosario Central acontece nesta terça-feira diante do Sol de Mayo pela Copa Argentina. O novo treinador confirmou que mandará a campo um time alternativo. O único compromisso com os titulares antes da estreia da Libertadores contra o Grêmio será no sábado no confronto com o Belgrano pela Superliga Argentina.

 

Desfalque do capitão

O zagueiro Matías Caruzzo teve confirmada nesta terça-feira uma lesão muscular de grau 2. Com o tempo de parada previsto para no mínimo duas semanas, o capitão do Rosario Central não ficará à disposição de Paulo Ferrari para o duelo com o Grêmio pela Libertadores da América.