Racing vence clássico e conta com ajuda do Boca para assumir liderança isolada da Superliga
capa

Racing vence clássico e conta com ajuda do Boca para assumir liderança isolada da Superliga

Racing venceu o Independiente fora de casa no clássico

publicidade

O Racing deu um passo importante na luta pelo título argentino em uma rodada chave da Superliga. No sábado, a Academia venceu o Independiente fora de casa no clássico de Avellaneda e contou com a derrota do Defensa y Justicia para o Boca Juniors no domingo para reassumir a liderança isolada da competição.

Agora, o Racing tem 48 pontos contra 45 do Defensa y Justicia restando ainda cinco rodadas para o término da Superliga Argentina 2018/19. Vale lembrar que os dois líderes terão um confronto direto na última rodada em Avellaneda, o que pode ser uma grande final do torneio.

Vitória no clássico

O clássico entre Racing e Independiente foi um grande jogo. O Racing fez 1 a 0 logo aos 5 minutos em lance que Donatti cabeceou e a bola ainda bateu no zagueiro Burdisso antes de entrar. Atrás no marcador e com o apoio da torcida, o Rojo saiu em busca do empate e criou várias situações de gol. O Racing também teve suas oportunidades em contra-ataques, mas viu o rival empatar a partida nos acréscimos da primeira etapa com o equatoriano Gaibor.

O Racing voltou a marcar no começo do segundo tempo. Alan Franco se atrapalhou em uma proteção de bola, foi desarmado por Cvitanich e acabou cometendo pênalti. Lisandro López foi para a cobrança e venceu Campaña para marcar seu sexto gol contra o Independiente, sua maior vítima com a camisa do Racing. Licha é também o artilheiro da Superliga Argentina com 16 gols.

Como no primeiro tempo, o Independiente saiu com tudo em busca do empate, mas dessa vez não conseguiu marcar. Uma atuação espetacular do goleiro Gabriel Arias manteve o Racing em vantagem. Nos acréscimos, quando até o goleiro Campaña esteve na área de ataque, o contra-ataque da Academia foi puxado por Lisandro López, que deu a assistência para Zaracho marcar o terceiro e garantir a festa azul no estádio Libertadores de América.

 

Os melhores momentos do clássico de Avellaneda:

 

Defensa y Justica para em Andrada

Se no sábado a atuação de Gabriel Arias chamou atenção no clássico de Avellaneda, o domingo também teve nos goleiros a diferença do confronto entre o até então invicto Defensa y Justicia e o Boca Juniors. O primeiro tempo em Florencio Varela foi de um domínio total do time da casa.

Com sua intensidade habitual, o Defensa empurrou o Boca Juniors para o seu campo e teve cinco chances claras de gol na primeira etapa. O goleiro Andrada teve uma grande atuação para manter o zero. Quando Andrada foi batido, o zagueiro Lisandro López apareceu para salvar quase que em cima da linha.

Apesar do domínio do Defensa y Justica, a partida foi para o intervalo em 0 a 0. Aí no começo do segundo tempo aconteceu daquelas coisas que tornam o futebol apaixonante. Em sua primeira finalização no jogo, o Boca fez seu gol. Carlitos Tevez recebeu na entrada da área e chutou no canto direito de Unsain, que chegou na bola, mas acabou e deixando ela passar.

A falha do goleiro custou caro para o Defensa, que não conseguiu repetir a pressão do primeiro tempo na etapa final. O time da casa teve suas melhores chances em cobranças de faltas, onde Andrada apareceu novamente com segurança para fazer as defesas e garantir a vitória xeneize.

Na próxima rodada da Superliga, o Racing irá receber o Estudiantes em Avellaneda enquanto o Defensa y Justicia vai encarar o Aldosivi em Mar del Plata. Terceiro colocado a 10 pontos do líder, o Boca Juniors vai a Santa Fe enfrentar o Unión.

 

Confira os lances de Defensa y Justicia 0 x 1 Boca Juniors: