River Plate busca primeiro título argentino no Mundial da Fifa
capa

River Plate busca primeiro título argentino no Mundial da Fifa

Por

publicidade

River Plate / Divulgação


O River Plate inicia nesta terça-feira, às 14h30 (de Brasília), diante do Al Ain, dos Emirados Árabes, a sua participação no Mundial de Clubes. O time de Marcelo Gallardo tentará conquistar o primeiro título para a Argentina no formato do torneio organizado pela Fifa.

 

Desde que a Fifa passou a organizar o Mundial com as presenças de clubes de todos os continentes, o futebol argentino esteve presente no torneio quatro vezes. Em todas, os times do país chegaram à final, mas acabaram derrotados pelos europeus.

 

O primeiro argentino a disputar o Mundial da Fifa foi o Boca Juniors, em 2007. O time comandado por Miguel Ángel Russo enfrentou o Milan de Carlo Ancelotti, que contava com nomes como Kaká, Pirlo, Seedorf, Maldini e Nesta. Os italianos venceram por 4 a 2.

 

A segunda participação argentina no Mundial ocorreu dois anos depois e foi quando o país esteve mais perto de ganhar o torneio. O Estudiantes de Alejandro Sabella, com Verón comandando o meio-campo, quase bateu o Barcelona de Pep Guardiola. O time de La Plata saiu na frente com Boselli e vencia a partida até os 44 do segundo tempo, quando Pedro empatou. Na prorrogação, Lionel Messi, de peito, marcou o gol do título catalão.

 

O futebol argentino voltou a ter um representante na competição em 2014. O San Lorenzo, de Patón Bauza, contou com uma tarde infeliz do goleiro Torrico, que falhou nos dois gols do Real Madrid, marcados por Sergio Ramos e Bale, no triunfo espanhol por 2 a 0.

 

O River Plate disputará neste ano o seu segundo Mundial da Fifa. Em 2015, já com Marcelo Gallardo no comando, os Millonarios não conseguiram parar o Barcelona do trio Messi, Neymar e Suárez. Com dois de Suárez e um de Messi, o Barça conquistou o título de forma natural.

 

River com força máxima

O River Plate terá força máxima para o Mundial de Clubes. O atacante Scocco se recuperou de lesão e está à disposição de Marcelo Gallardo. Em relação à final da Libertadores da América contra o Boca Juniors, o River tem ainda o reforço de Borré, que cumpriu suspensão no Santiago Bernabéu.

 

A tendência é de que Borré seja titular ao lado de Pratto no ataque com Scocco ficando no banco. Maidana e Ponzio devem ser poupados nesta terça, o que abriria espaço para Martínez Quarta e Enzo Pérez. A provável escalação do River para a semifinal do Mundial tem: Armani; Montiel, Martínez Quarta, Pinola, Casco; Enzo Pérez, Palacios, Nacho Fernández, Gonzalo Martínez; Borré e Pratto.