As vontades guardadas na caixa de Emir Rossoni
capa

As vontades guardadas na caixa de Emir Rossoni

Por

publicidade



Escritor lança livro de crônicas nesta sexta-feira, 20h, no Meme Santo de Casa

Luiz Gonzaga Lopes

“Caixa de Guardar Vontades” é o primeiro livro de crônicas de Emir Rossoni.
Editado pela paulista Telucazu Edições, terá lançamento nesta sexta-feira, às 20h, seguido de Espaço Improviso no MEME Santo de Casa  (Rua Lopo Gonçalves, 176 - Cidade Baixa), em Porto Alegre. O livro é composto por traz 34 crônicas, divididas em duas seções: Dentro da Caixa e Fora da Caixa. Algumas destas crônicas já contam com cinco prêmios: Prêmio Escriba, Prêmio Acrísio de Camargo, Prêmio Paulo Setúbal e
Prêmio Felippe D´Oliveira, este último em duas oportunidades.

 

Para exemplificar a hipersensibilidade das crônicas de Emir, cito a que abre o livro: "Era uma Caixa de Madeira", na qual rememora a relação com a caixa de madeira que o avô usava para guardar anzóis e que ficava guardado no porta-malas do Chevette até que o avô foi levado para Porto Alegre e voltou numa caixa de madeira maior, imóvel, e nunca mais mexeu na caixa de madeira, que o cronista recuperou tempos depois e tomou a decisão de construir uma nova caixa de madeira para guardar a sua vida lá dentro. Memórias doces e lirismo embebido em sonho. Uma grande crônica.

 

Assim como esta minha pequena lembrança da leitura desta crônica, outros dois caras bacanas fundamentaram algo sobre Emir Rossoni e seu livro. O primeiro é Tiago Germano, na orelha: “Tendo como isca uma coleção particular de desejos e vontades, Emir Rossoni nos fisga em histórias que buscam matéria-prima em sua relação com o
mundo. Uma relação permeada pela escrita, que como ele mesmo define na
crônica que fecha este volume, é uma forma de falar, mas sobretudo uma
forma de ouvir”. O segundo é André Kondo, no prefácio: “Enfim, para evitar o clichê de dizer que Emir é um escritor fantástico, digo apenas que ele abre a sua caixa de vontades neste livro como quem abre a porta de seu carro, dando carona para as memórias e desejos de todos nós, rumo ao desconhecido cotidiano". Como veem, a leitura deste livro é muito recomendada

 

Emir Rossoni é mestre em Escrita Criativa pela PUCRS, também trabalhou
como redator e planejamento publicitário. Ministra há 3 anos a oficina de
criação literária “As Duas Histórias do Conto” em Porto Alegre. Também tem
participação em 15 antologias de contos e uma de poesia e cerca de 30
premiações na área da literatura, como o Prêmio Felippe D´Oliveira (4 vezes),
o Prêmio Escriba de Piracicaba (4 vezes), o Prêmio Cataratas, entre outros.
Nos anos de 2013 e 2015, respectivamente, foi finalista do Prêmio Açorianos
de Criação Literária e do Prêmio Sesc de Literatura, na categoria contos.

 

Para terminar, é importante falar que após a sessão de autógrafos, haverá o Espaço Improviso, que é definido por Emir como uma celebração à arte, quando todos poderão acompanhar e se apresentar, com o palco livre, pronto para todo tipo de improviso. "As pessoas poderão ler um texto, ou dois ou três, textos próprios ou de quem quer que seja; poderão fazer música, apresentar sua dança, fazer um número de circo, esquete,
mostrar um filme; poderão desenhar e pintar um quadro...", afirma Emir.


SERVIÇO
Lançamento: "Caixa de Guardar Vontades" de Emir Rossoni, seguido de
Espaço Improviso.
Quando: 19 de outubro, às 20h.
Onde: MEME Santo de Casa (R. Lopo Gonçalves, 176 - Cidade Baixa)
O livro estará à venda no local por R$ 33,00

 

FICHA TÉCNICA

Título: Caixa de guardar vontades
Autor: Emir Rossoni
Editora: Telucazu Edições
Gênero: Crônica
Edição: 2018
Formato: Brochura 14X21
Páginas: 96
ISBN: 978-85-69708-15-5
Preço de capa: R$ 33,00