Automobilismo gaúcho perde o campeão das 12 Horas, Luciano Marx
capa

Automobilismo gaúcho perde o campeão das 12 Horas, Luciano Marx

Escort amarelo da família fez história ao vencer edição da prova em 1997

Por
Correio do Povo

Escort encarou frente a frente os protótipos na edição de 1997

publicidade

O automobilismo do Rio Grande do Sul perdeu um dos seus campeões nesta terça-feira. A família de Luciano Marx, 53 anos, informou que o piloto morreu de complicações de um câncer, após ser internado às pressas.

Ao lado do pai, Arlindo, Marx é detentor de uma vitória histórica nas 12 Horas de Tarumã. Em 1997, a dupla levou seu famoso Escort CHT amarelo ao topo do pódio, quebrando a hegemonia dos protótipos que já dominavam as corridas de endurance de então.

Aquela, por sinal, seria a última vitória de um carro de turismo até a corrida do ano passado, que teve o regulamento limitado aos veículos do Marcas 1.4.

Luciano Marx também seria bicampeão gaúcho de endurance com o Escort amarelo. Posteriormente, o carrão e o piloto emblemáticos fizeram algumas participações nas provas comemorativas da Copa Classic, preliminares das 12 Horas de Tarumã.