Barrichello volta às fórmulas, com os carrões V8 da S5000 australiana
capa

Barrichello volta às fórmulas, com os carrões V8 da S5000 australiana

Brasileiro vai competir na corrida de estreia da categoria de monopostos, em Phillip Island

Por
Bernardo Bercht

Ex-piloto de F1 é grande atração da prova de abertura na Austrália

publicidade

Rubens Barrichello está de novo com a cara para o vento. O brasileiro fez seus primeiros treinos na australiana Fórmula S5000, categoria com motorzões V8 que abre seus trabalhos na temporada 2019-2020. Rubinho curtiu o brinquedão, um chassis Ligier com motor V8 de 560 cavalos, tudo sancionado pela FIA com performance para não ficar muito longe de um Fórmula 2.

"O carro é muito potente, então foi bem legal de dirigir", destacou Barrichello. "Foi bacana sentir o vento na cara de novo, já que tenho guiado carros de turismo nos últimos sete anos", lembrou. "Me senti como um guri novo", completou Rubinho.

O brasileiro ainda serviu como embaixador da categoria, ao puxar os tapumes do seu carro em evento que também anunciou que a S5000 será a corrida suporte do GP da Austrália de Fórmula 1, no ano que vem. Não há confirmação, contudo, de que ele estará naquele grid ou fará o certame completo.

Por enquanto, será esta prova na ensolarada Phillip Island contra outros 12 concorrentes, todos de renome nas pistas australianas. O mais conhecido deles, Matthew Brabham, jovem piloto que correu as 500 Milhas de Indianápolis há alguns anos.

Em busca de inovação, a S5000 inventou moda para a definição de grid. Após o qualify, quem tiver o melhor tempo vai escolher em que posição do grid larga numa corrida classificatória. Essa posição será invertida numa segunda prova de classificação e, aí sim, com a média dos resultados será formado o grid da corrida para valer. Foi você quem não entendeu, não fui eu que não entendi...