Bottas vence GP do Japão e Mercedes é campeã em dia de táticas confusas
capa

Bottas vence GP do Japão e Mercedes é campeã em dia de táticas confusas

Finlandês largou melhor que todo mundo e foi impecável em Suzuka

Por
Bernardo Bercht

Vettel hesitou na largada para não queimar e Bottas disparou

publicidade

Valtteri Bottas venceu a corrida que ninguém queria ganhar. Confusões na largada e nas táticas de corrida garantiram caminho livre para o finlandês subir ao degrau mais alto do pódio. A Mercedes ainda comemorou o título de construtores, num dia em que arriscou quando não precisava e hesitou quando tinha a dobradinha garantida. Sebastian Vettel desperdiçou sua pole ao queimar a largada, foi poupado por frear antes da linha vermelha, não teve um ritmo ideal, mas contou com a tática esquisita dos prateados para chegar em segundo. Lewis Hamilton manteve boa folga pelo hexa fechando em terceiro.

A arrancada foi cheia de confusão. Vettel soltou a embreagem cedo demais, freou para não ser punido e foi superado por Bottas. Charles Leclerc marcou o companheiro ferrarista e também largou mal. Quando ia ser ultrapassado por Max Verstappen, jogou o carro para cima da Red Bull e danificou ambos os carros. Seria o fim da linha para Verstappen e Leclerc ficaria com a prova toda prejudicada, espalhando pedaços de fibra pela pista.

Bottas disparou, enquanto Vettel se mantinha à frente de Hamilton do jeito que dava. O britânico chegou à zona de asa móvel, mas em seguida o rival foi para os pits trocar pneus. Bottas seguiu algumas voltas depois, indicando duas paradas. Hamilton é que esticou um pouco mais e dava pinta de parar uma vez só.

A toada foi essa e depois dos adversários pararem a segunda vez, Hamilton era o líder. Virou um xadrez tático. Bottas e Vettel não tiravam uma vantagem considerável no meio da corrida. A dez voltas do fim, porém, a Mercedes foi conservadora demais e chamou Hamilton para botar pneus macios. O britânico voltou com tudo à pista e rapidamente chegou em Vettel, só que a alta velocidade em reta da Ferrari impediu um ataque mais incisivo.

Apenas na antepenúltima passagem, por conta de retardatários, é que Hamilton ensaiou botar o carro de lado. Foi insuficiente e Vettel manteve a frente. Na bandeirada, vitória de Bottas e uma dobradinha desperdiçada pela Mercedes, com Vettel dividindo os dois. O caneco dos construtores, porém, é prateado.

Nas brigas do meio do pelotão, Alex Albon voltou a somar bons pontos e fazer algumas ultrapassagens para botar no currículo rumo ao quarto lugar. A quinta posição ficou com o solitário mas eficiente Carlos Sainz de McLaren, enquanto Leclerc exigiu da baratinha para chegar em sexto. O sétimo foi Daniel Riccardo, com três grandes ultrapassagens na reta final da prova. O oitavo foi Pierre Gasly.O francês ganhou a posição colidindo com o mexicano Sérgio Perez na volta final. Nico Hulkenberg completou os pontuadores.