Campeonato já acabou faz tempo, mas Interlagos terá várias despedidas para prestar atenção

Campeonato já acabou faz tempo, mas Interlagos terá várias despedidas para prestar atenção

publicidade



O campeonato já está decidido a favor de Sebastian Vettel e da Red Bull, mas o GP do Brasil de Fórmula 1, neste domingo, terá diverso fatos marcantes. O principal deles, a despedida de Felipe Massa da Ferrari, exatamente em Interlagos, onde obteve suas duas vitórias mais emocionantes no Mundial, em 2006 e 2008. Em 2014, o brasileiro de 32 anos vai defender as cores da Williams, equipe que deu o tricampeonato para Nelson Piquet em 1987.


Apesar de ganhar a fama de "segundo piloto", guiando ao lado de Michael Schumacher e Fernando Alonso, Massa garantiu em coletiva antes da prova que se sentiu "parte da família" na Ferrari. "Tenho zero frustrações na minha vida. Em 2008, ele inclusive saiu da sombra de Kimi Raikkonen e levou a luta pelo título, exatamente Interlagos, até a última volta, mas acabou vice-campeão. No total, foram 11 vitórias e 15 pole-positions com a Scuderia.

Interlagos também terá clima de adeus para o australiano Mark Webber. No caso do competidor da Red Bull, entretanto, chegou o momento de se aposentar na categoria e buscar outros desafios. Após estrear pela Minardi e correr na Jaguar, Webber conquistou nove vitórias com a Red Bull e tenta somar a décima para se despedir com chave de ouro. Terá como grande rival, entretanto, o companheiro de equipe e campeão Sebastian Vettel. O alemão busca o recorde de nove vitórias seguidas na Fórmula 1, pertencente ao italiano Alberto Ascari, nos anos 50.

Outro recorde que pode cair, este menos cobiçado, é o de GPs consecutivos completados por um novato: Max Chilton da Marussia poderá terminar sua 19º corrida sem quebras ou acidentes. Também sem pontos, ou grandes momentos, mas isso faz parte da vida no fim do pelotão.

Mais Lidas

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895