Guaíba 300 por Hora festeja cinco anos de automobilismo no rádio
capa

Guaíba 300 por Hora festeja cinco anos de automobilismo no rádio

Principal programa especializado em esporte a motor do RS terá transmissão especial neste sábado

Por
Correio do Povo

publicidade

O principal programa especializado em automobilismo do rádio do Rio Grande do Sul festeja cinco anos no ar, neste sábado. O aniversário do Guaíba 300 por Hora será comemorado ao-vivo no Estúdio Cristal da Rádio Guaíba, a partir das 13h30min. Apresentado por Gutiéri Sanchez e Bernardo Bercht, a atração se consolidou como fonte de debates para o esporte a motor regional, Fórmula 1 e Fórmula Indy, com grandes entrevistas e coberturas internacionais.

"Este era um projeto que tentei levar ao ar desde 2011, logo após entrar no Correio do Povo como redator", lembra Bernardo Bercht, que também é responsável pelo blog PitLane no tradicional períodico gaúcho. "A inspiração era o Bate Roda, comandado por Airton Diehl e Ademir Perna Moreira. Pouco antes da Copa do Mundo de 2014, apresentei a ideia para o Nando Gross, que tinha recentemente assumido o cargo de diretoria na rádio. No dia da final, ele me ligou na redação e mandou ligar os motores: 'Bernardo, vamos criar um nome e preparar um formato, pois no sábado que vem vai estar na grade o programa de automobilismo'."


Foi o Nando que indicou, então, o repórter Eduardo Paganella, fã de Fórmula 1, para fazer a parceria no programa. "Quatro dias antes do programa ir ao ar, debatemos durante cerca de uma hora como seriam as atrações e o mais difícil, o nome", comenta Bernardo. "Listamos dezenas de termos relativos a velocidade, até que veio a ideia da velocidade que mais é associada com automobilismo, 300 km/h."

Desde então, foram mais de 240 programas que registraram conquistas e tragédias das mais diversas modalidades e acompanharam a história recente das corridas, sem deixar de lembrar de grandes nomes do passado. Entre pilotos de Fórmula 1, o 300 por Hora entrevistou Emerson Fittipaldi, Rubens Barrichello, Felipe Massa, Bruno Senna, Lucas di Grassi, Ricardo Zonta, Cristiano da Matta, Luciano Burti, Christian Fittipaldi, Nelsinho Piquet, Roberto Moreno, Wilson Fittipaldi, Pastor Maldonado, Felipe Nasr e Antonio Pizzonia. Também contaram histórias de títulos, os vencedores das 500 Milhas de Indianápolis Hélio Castroneves, Tony Kanaan e Al Unser Jr.

Jovens talentos tiveram seu espaço, como os gaúchos Matheus Leist (Fórmula Indy), Arthur Leist (Fórmula 4 US), Vitor Genz (Stock Car), Cesar Ramos (Stock Car) e Matheus Stumpf (FIA-GT); assim como os postulantes à Fórmula 1 Pietro Fittipaldi, Felipe Drugovich, Pedro Piquet e Enzo Fittipaldi. Entre lendas do Rio Grande do Sul e do Brasil, Ingo Hoffmann, Neco Fornari, Walter Soldan, Roberto Giordani, José Asmuz, Cláudio Muller, Carlinhos de Andrade, Paulo Gomes, entre outros nomes memoráveis também deixaram sua marca no 300 por Hora.


No meio de tudo isso, o programa acompanhou cinco 12 Horas de Tarumã, a maior prova de endurance do Brasil e tradicional evento de fim de ano das carreras gaúchas. Em 2018, um salto maior, o 300 por Hora chegou aos Estados Unidos para acompanhar a maior corrida do mundo. Bernardo Bercht acompanhou in loco as 500 Milhas de Indianápolis, para posteriormente transmitir da Flórida as 24 Horas de Daytona; antes de repetir a dose na Indy 500 de 2019.

Cinco anos com o pé no fundo e muitos mais para acelerar pela frente.