Ricciardo devolve vitória à McLaren após Verstappen causar grave acidente com Hamilton

Ricciardo devolve vitória à McLaren após Verstappen causar grave acidente com Hamilton

Na consagração do australiano, halo salvou vida do heptacampeão da Mercedes de um impacto direto na cabeça

Bernardo Bercht

McLaren volta ao topo após nove temporadas

publicidade

Um dos pilotos mais criticados de 2021 encontrou a redenção no alto do pódio e devolveu uma lenda da Fórmula 1 às vitórias, neste domingo. Daniel Ricciardo foi o herói em laranja papaia, aproveitando a colisão causada por Max Verstappen em Lewis Hamilton, para liderar quase toda a corrida e vencer de maneira consagradora num ano muito difícil. Lando Norris completou a dobradinha McLariana, com Valtteri Bottas definindo o pódio, num dia de polêmica, festa e espetáculo.

Ricciardo e Hamilton foram as estrelas da largada, com o australiano assumindo a ponta para cima de Verstappen. O britânico passou Norris e foi com tudo para cima da Red Bull. Só que a dupla dividiu a chicane e o holandês fechou a porta, mandando a Mercedes para fora da pista. A direção de prova determinou "ombro com ombro" e deixou seguir sem VAR.

Lá atrás, o coitado do Giovinazzi tomou um toque de Carlos Sainz e teve sua corrida estragada quase antes de começar com alto potencial. Fernando Alonso aproveitou para atacar e ganhar a posição de Sebastian Vettel, que se embananou com a Aston Martin e ainda viu Esteban Ocon passar.

Hamilton perdeu posição também para Norris e viu o filme se repetir da sprint race, com o o motor não rendendo o suficiente de reta para atacar a McLaren. A aposta seria nos pneus duro contra os médios dos três primeiros, para tentar algo no fim. Verstappen até ensaiou uma aproximação em Ricciardo, mas os carros laranjas realmente estavam impossíveis no retão e o australiano conseguia se defender sem maiores dificuldades.

Lá atrás, Valtteri Bottas usava todo o potencial do seu motor novinho para passar a galera. Na volta 20, já era o nono colocado, após superar Alonso, numa corrida solitária da Alpine. Sérgio Perez, por sua vez, fez bela manobra para cima de Sainz. Passou por fora na chicane, a Ferrari tentou o troco, mas ele devolveu o xis, freou muito além do deus me livre e foi embora na segunda chicane, com o sexto lugar.

Vieram os pit-stops e Ricciardo foi o primeiro a saltar para evitar o undercut. Pit-stop perfeito da McLaren e o australiano se mandou. Veio Max, com a chance de tomar a ponta, e a roda dianteira ficou presa! O holandês perdeu um tempo enorme nos pits e a a Red Bull sofreu ainda mais. No mesmo momento, Hamilton inventava uma trajetória na chicane, pegava o vácuo de Norris e ultrapassava finalmente para assumir a ponta.

O britânico veio aos pits e voltou à frente de Verstappen. O holandês usou a parte de fora da pista para atacar e bateu com o britânico.  Ficaram os dois carros presos na caixa de brita. Melhor para o holandês, que não perdeu a vantagem no campeonato. Na imprudência do holandês, o halo salvou a vida de Hamilton. O assoalho da Red Bull bateu na altura da cabeça do britânico, mas a proteção de cabeça segurou. A roda traseira ainda passou por cima do capacete, mas felizmente o octacampeão não se machucou.

O caminho estava aberto para a McLaren voltar às vitórias. Mas Charles Leclerc queria fazer um milagre de Monza para a Ferrari. Veio a relargada e Norris incendiou para cima de Leclerc. A dupla chegou a tocar rodas, a McLaren botou duas rodas fora da pista na variante de alta, mas seguiu em frente e fez a ultrapassagem.

Perez e Bottas vinham como patrolas no pelotão para em seguida comboiar as McLaren. O mexicano saiu da pista para superar a Ferrari e tomou um pênalti de 5s. Ainda assim, estava na luta. Norris reclamava ser mais rápido que o líder Ricciardo, mas a McLaren deu um "paratequieto" nele, dizendo que as posições estavam boas.

Bottas partiu para o ataque em Perez a 13 voltas do fim. Chegou a passar na variante alta, mas o mexicano deu um lindo xis e voltou a terceiro na rivazza. Não era a batalha Red Bull Mercedes que todos queriam, mas era um lindo duelo dos escudeiros.

Ricciardo controlou perfeitamente a corrida no fim, e ainda fez a volta mais rápida na última passagem para devolver a McLaren às vitórias. Norris completou a dobradinha perfeita, com Bottas atrás de Perez, mas em terceiro por conta da punição ao mexicano da Red Bull.

Leclerc ainda levou o quarto posto para a Ferrari, com Perez em quinto. Sainz foi sexto, à frente da Aston Martin de Lance Stroll. Mas o canadense ainda ia esperar análise dos fiscais por uma infração de bandeira amarela. De olho nele, Fernando Alonso, que voltou a ganhar posições no começo e fez mais pontos que a Alpine merecia numa prova de alta velocidade. George Russell fez mais pontinhos para a Williams e Ocon completou o top ten.


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895