Verstappen fatura 2ª pole da carreira no GP do Brasil
capa

Verstappen fatura 2ª pole da carreira no GP do Brasil

Prova será neste domingo, no Autódromo de Interlagos

Por
AE

Verstappen largará na frente no GP do Brasil de Fórmula 1

publicidade

Max Verstappen conquistou, neste sábado, a pole position do GP do Brasil de Fórmula 1. Com tempo seco e sol em São Paulo, o piloto da Red Bull fez a volta mais rápida no autódromo de Interlagos, em 1min07s508. É a segunda vez na carreira que o holandês vai largar na primeira posição. Ao seu lado estará o alemão Sebastian Vettel, da Ferrari (1min07s631). O hexacampeão antecipado Lewis Hamilton precisou se contentar com o terceiro lugar (1min07s699), seguido pelo monegasco Charles Leclerc (1min07s728). O piloto da Ferrari, contudo, vai largar somente do 14.º posto porque perdeu 10 posições no grid ao sofrer punição por usar motor novo na etapa brasileira.

O finlandês Valtteri Bottas, da Mercedes, com o vice-campeonato assegurado, ficou em quinto, seguido pelo tailandês Alexander Albon, da Red Bull. Ambos largarão uma posição à frente devido à punição aplicada a Leclerc.

Completaram a lista dos 10 primeiros: os franceses Pierre Gasly (Toro Rosso) e Romain Grosjean (Haas), o finlandês Kimi Raikkonen (Alfa Romeo), o dinamarquês Kevin Magnussen (Haas) e o britânico Lando Norris (McLaren). A largada da 20.ª e penúltima etapa da temporada de 2019 está prevista para este domingo a partir das 14h10.

No Q1, com pista seca e 20 graus de temperatura, o mais rápido foi Verstappen, com 1min08s242, seguido por Leclerc, Albon, Bottas, Vettel e Hamilton. Apenas 0s372 separaram os seis pilotos das três principais equipes. O espanhol Carlos Sainz Jr., com problemas mecânicos em sua McLaren, não saiu dos boxes. Os outros quatro piores foram: o russo Daniil Kvyat (Toro Rosso), o canadense Lance Stroll (Racing Point), o britânico George Russell e o polonês Robert Kubica (ambos da Williams).

O Q2 iniciou disputadíssimo. Hamilton conseguiu 1min08s088, mas logo foi superado por Leclerc (1min07s888), único com pneu macio usado (os outros usaram macios novos), e Verstappen (1min07s503). Vettel também foi melhor que o hexacampeão, mas ficou atrás dos dois mais novos ao fazer a volta em 1min08s556.

No instante final, quando os pilotos buscavam um tempo melhor, o italiano Antonio Giovinazzi, da Alfa Romeo, rodou e gerou uma bandeira amarela. A maioria dos pilotos precisou diminuir o ritmo e abortaram as suas voltas.

Ficaram valendo os tempos anteriores e, com isso, Lando Norris (McLaren), Daniel Ricciardo (Renault), Giovinazzi, Nico Hülkenberg (Renault) e Sergio Perez (Racing Point) foram eliminados. Norris largará em 10.º por causa da punição de Leclerc.