Vettel vence de barbada o GP do Brasil e encerra o 2013 com a Fórmula 1 um pouco mais constrangida

Vettel vence de barbada o GP do Brasil e encerra o 2013 com a Fórmula 1 um pouco mais constrangida

publicidade



O Mark Webber que me perdoe, pois merece uma grande despedida da Fórmula 1, mas sua imagem, escorregando e dando de cara no chão no pódio é a representação máxima da Fórmula 1 em 2013. A categoria estava no pódio, numa das suas melhores temporadas, mas puxou o próprio pé, mudando as regras dos compostos de pneus e atolando a cara no chão com toda a vantagem concedida à Red Bull. Sim, Sebastian Vettel ganhou a nona seguida em Interlagos e fechou da única forma que podia o GP do Brasil: nova procissão, independentemente de condições climáticas, largar bem ou largar mal.


Na categoria que se esforça para se tornar impopular no mesmo nível que gasta dinheiro, o resumo da ópera foi a punição a Felipe Massa no seu GP caseiro, tirando a chance de ele figurar no pódio em sua despedida da Ferrari. Foi punido por "cortar caminho" numa reta. Sim, a subida é em curva em Interlagos, mas fazer por fora ou por dentro no trecho é quase protocolar e, na disputa com Lewis Hamilton, o brasileiro nem viu onde ficava uma linha branca. Chegou em sétimo, puto da cara e, dessa vez, com razão.

Buenas, tivemos Mark Webber em segundo pagando mico na festa do champagne e Fernando Alonso de cara fechada em terceiro, confirmando seu vice-campeonato. Pouco mais a falar... Ah sim. O grande feito do dia, com Max Chilton completando as 19 corridas da temporada, a primeira vez que um estreante consegue. Merecidamente, cruzou em último com sua Marussia.

Mais Lidas

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895