Volta virtual em Hockenheim
capa

Volta virtual em Hockenheim

Por

publicidade


Volta virtual em Hockenheim por funildo

A Pirelli disponibilizou o vídeo do circuito do GP da Alemanha com um relato sobre a pista. Os pneus usados serão o macio (amarelo) e o médio (branco).

Este é um circuito com curvas de baixa a média velocidade, o que provoca bastante patinagem das rodas na retomada da aceleração, bem como a possibilidade de travar as rodas durante a frenagem. Isto tende a gerar elevadas temperaturas de pneus.

Curvas 2 e 3

De 310 a 90 km/h em menos de 100 metros, com uma desaceleração de 5G. Os pneus dianteiros têm a absorver uma enorme quantidade dessa força. O pneu na parte interior (da curva) corre ao longo da zebra e se esforça para encontrar
aderência, por isso, todo o trabalho é transferido para o pneu externo, que tem de esterçar e também manter o traçado de corrida ideal. Uma vez mais os carros aceleram até 325 km/h em sétima marcha, enquanto se movem para a linha interna da pista.

A área de frenagem para a Curva 6

A velocidade cai para 60 km/h em apenas em 120 metros e 2,5 segundos. Há uma transferência de peso significativa para a dianteira do carro, que alivia e desestabiliza a parte traseira, acentuando as ondulações da superfície. Os pneus têm para oferecer a máxima aderência durante a frenagem, bem como oferecer entrada de curva precisa e manter o ângulo de set-up correto. Isto
ajuda o piloto controlar o carro com toda a segurança.

Hockenheim é caracterizada por solavancos, bem como frenagens e acelerações bruscas. A Pirelli vai fornecer os pneus de compostos macios e médios, garantindo a melhor combinação de desempenho e durabilidade para lidar com as exigências desafiadoras do circuito.