Omissão já aconteceu, deputado

Omissão já aconteceu, deputado

Com dias de atraso, Maia publicou que irá encaminhar pedido de convocação da Comissão Representativa para discutir a tragédia em Manaus

Taline Oppitz

Segundo as últimas informações, atualmente, há oxigênio disponível para mais 48 horas.

publicidade

Com dias de atraso, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, publicou em suas redes, apenas na sexta-feira, que encaminharia ao presidente do Congresso, Davi Alcolumbre (Dem), pedido de convocação da Comissão Representativa para discutir a tragédia que está acontecendo em Manaus, cujo sistema de saúde atende 60% da população do Amazonas, e todo o processo que envolve a vacinação no país. “É mais do que urgente que o Parlamento esteja de portas abertas, trabalhando para encontrar soluções para essa situação tão drástica e urgente. Não podemos nos omitir!”, escreveu. 

As imagens e depoimentos que vêm do Amazonas, em função da falta de oxigênio e itens básicos para o tratamento dos doentes, são devastadores, revoltantes e levaram a uma corrente de ações de pessoas públicas e anônimas. Segundo as últimas informações, atualmente, há oxigênio disponível para mais 48 horas. Enquanto famílias choram seus mortos por asfixia, e o caso ganha repercussão internacional, protagonistas do cenário seguem na briga política e de vaidades, minimizando a situação e estabelecendo um jogo de empurra sobre de quem é a culpa.

O colapso do sistema de saúde de Manaus foi citado pela OMS em manifestação na sexta-feira. “Não são as novas variantes que estão levando a isso. Elas podem ter um impacto, mas é muito fácil jogar a culpa na variante, dizer que foi o vírus que fez isso. Infelizmente é também o que nós não fizemos que causou isso. Nós precisamos ser capazes de aceitar, como indivíduos, como comunidades e governos, nossa parte da responsabilidade para o vírus sair do controle”, disse o diretor executivo da OMS, Mike Ryan. 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895