Porto Alegre: reforma fica para janeiro

Porto Alegre: reforma fica para janeiro

Melo chamará extraordinária na Câmara de Vereadores após a posse

Taline Oppitz

publicidade

A reforma administrativa em elaboração pela equipe do prefeito eleito Sebastião Melo (MDB) e do vice, Ricardo Gomes (Dem), será um dos primeiros atos após a posse em 1° de janeiro de 2021. Os projetos serão encaminhados à Câmara em janeiro, para análise em convocação extraordinária.

Também deve constar da pauta da extraordinária alterações no orçamento para 2021. As alterações não ocorrerão ainda este mês em função da mudança no calendário eleitoral, que além do segundo turno mais curto da história, reduziu consideravelmente o tempo da transição.

O Legislativo entra em recesso no próximo dia 20. Segundo Ricardo Gomes, a reestruturação é necessária para garantir maior agilidade nas ações e também a redução da burocracia. “A reforma feita na atual gestão acumulou áreas, muitas sem vínculo, e complicou o acesso direto ao prefeito. Isso terá de ser mudado. Ainda não há definições, mas se o número de secretarias e órgãos aumentar, os orçamentos serão mantidos, sem ampliação de gastos”, disse o vice-prefeito eleito à coluna.

Reuniões estão ocorrendo no fim de semana, sob o comando de Cezar Schirmer. Ricardo Gomes e Melo tentarão descansar até o fim de domingo. A estimativa é a de que até o próximo sábado, a proposta de Reforma Administrativa esteja concluída. A partir de então, terão início oficialmente as articulações visando a formação do secretariado. Ricardo Gomes estava cotado para a pasta do Desenvolvimento, porém disse que não pretende acumular funções, mas atuar em parceria com o escolhido para a pasta. 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895