Curso de Medicina da URI promoveu evento sobre o Setembro Dourado

Curso de Medicina da URI promoveu evento sobre o Setembro Dourado

O objetivo foi ampliar o conhecimento da população sobre o câncer infantojuvenil

COLABORE

A transmissão ao vivo foi realizada pelo canal do Youtube da URI

publicidade

A URI Campus de Erechim, através do curso de Medicina, promoveu evento alusivo ao Setembro Dourado. A campanha nacional tem como objetivo informar e conscientizar a população sobre o câncer infantojuvenil.  A transmissão ao vivo foi realizada pelo canal do Youtube da URI, na segunda-feira (28).

Com o lema “Porque vidas valem ouro”, a ação buscou ampliar o debate sobre o assunto e destacar a importância do diagnóstico precoce. A professora do curso de Medicina da URI, Elisabete Maria Zanin, explica que, em fase inicial, é possível um tratamento menos agressivo, preservando a qualidade de vida dos pacientes. “Além disso, um tratamento rápido e eficaz aumenta as chances de cura que podem ser de 70% a 80%”. Por este motivo o evento alertou sobre os sintomas mais comuns em crianças e adolescentes com câncer.

A programação iniciou com um Momento Cultural, com a apresentação musical dos acadêmicos de medicina Vivianne Amanda do Nascimento e Maria Isabelle Nakano Vieira. No ambiente estava exposto a pintura a óleo sobre tela “Sonhos Dourados”, uma releitura de Teresinha Zanin. Na sequência, a médica hematologista Carolina Fusinato Molin mediou a conversa sobre o diagnóstico precoce do câncer infanto-juvenil, com o médico oncopediatra Pablo Santiago.

O câncer infantojuvenil é considerado uma patologia rara, mas que  faz parte de um conjunto de doenças mais agressivas, com curtos períodos de latência e que se proliferam rapidamente, explica Elisabete Maria Zanin. “No Brasil, todos os anos, são diagnosticados cerca de 9 mil novos casos de câncer infantojuvenil”, finaliza.


publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895