Município de Santa Rosa vacinou mais de 75% da população contra a COVID-19

Município de Santa Rosa vacinou mais de 75% da população contra a COVID-19

Os santa-rosenses que forem se vacinar precisam levar documento com foto, CPF, cartão SUS e caderneta de vacinação

COLABORE

A vacinação segue acontecendo para pessoas a partir dos 17 anos

publicidade

A Fundação Municipal de Saúde de Santa Rosa já aplicou 91.627 doses contra a COVID-19. Do total, 55.189 foram de primeira dose (D1), o que representa 75,3% da população vacinada no município. De segunda dose 34.178 (D2) e 2.260 de dose única (DU), sendo assim, 36.438 pessoas estão com a imunização completa, 49,7% dos santa-rosenses. Os dados estão de acordo com o informativo da SES/RS – Secretaria de Saúde do Rio Grande do Sul.

Santa Rosa está com 3/4 da população vacinada com primeira dose. Para o presidente da Fundação, Délcio Stefan, esse é um momento muito importante que mostra o avanço da vacinação em Santa Rosa. “Ter 75% dos santa-rosenses vacinados com primeira dose, nos deixa muito feliz, pois mostra o quanto estamos avançando na porcentagem de pessoas imunizadas contra a COVID-19. Deixamos um apelo para que a população que ainda não se vacinou, procure a UBS e faça a aplicação da vacina, só assim conseguiremos combater a pandemia”, afirma.

 A vacinação segue acontecendo para pessoas a partir dos 17 anos. A aplicação está sendo feita em todas as UBS’s, até terminarem os estoques. O atendimento é mediante agendamento prévio por telefone ou presencial, ou conforme o gerenciamento de cada UBS.

Está acontecendo a aplicação da dose de reforço, em idosos acima de 70 anos que completaram o esquema vacinal das duas doses ou dose única há 06 meses. Também está sendo realizada a dose de reforço para pessoas com alto grau de imunossupressão: Imunodeficiência primária grave; quimioterapia para câncer; transplantados de órgão sólido ou de células tronco hematopoiéticas (TCTH) em uso de drogas imunossupressoras e pessoas vivendo com HIV com CD4. Para os indivíduos com alto grau de imunossupressão, o intervalo para a dose de reforço deverá ser de 28 dias após a última dose do esquema básico.


publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895