Adiada reunião entre a FGF e o governador Eduardo Leite sobre a volta do Gauchão
patrocinado por

Adiada reunião entre a FGF e o governador Eduardo Leite sobre a volta do Gauchão

Liberação para treinos coletivos e jogos só ocorrerá em locais com bandeira amarela

Correio do Povo

O governador Eduardo Leite o presidente da FGF, Luciano Hocsman, iriam se reunir para tratar do retorno do Gauchão

publicidade

A reunião entre o presidente da Federação Gaúcha de Futebol (FGF), Luciano Hocsman, e o governador Eduardo Leite marcada para essa sexta-feira para tratar da volta do Gauchão foi adiada. Um novo encontro ainda não tem data definida e depende da situação da pandemia do novo coronavírus no Estado. A alteração na programação foi um pedido da assessoria de imprensa do governo do Estado. 

Em uma coletiva realizada na última quinta-feira, por videoconferência, Leite deixou claro que a volta das competições e dos treinos coletivos só poderão ocorrer com a bandeira amarela, que significa risco baixo de contaminação pela Covid-19. 

“Não iremos forçar a barrar ou fazer alterações para atender aspirações de encerrar o torneio sem priorizar a vida dos jogadores, comissão técnica e demais envolvidos", declarou o governador.

A reunião será a terceira com o governo “para alinhar protocolos de segurança e discutir a viabilidade de retorno das competições”. No dia 5 de maio, Hocsman apresentou ao governador o protocolo criado pela entidade para a retomada da competição. A segunda foi com o novo secretário de Esportes, Francisco Xavier de Vargas Neto, no último dia 8.

O Gauchão 2020 e a Divisão de Acesso 2020 estão suspensos desde 16 de março. A disputa da Segunda Divisão tinha início previsto para 5 de abril. A FGF segue trabalhando com a possibilidade do retorno na segunda quinzena de julho ou início de agosto, mas segue dependendo da liberação das autoridades de saúde e do governo estadual.

 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895