Apático, Real Madrid é superado pelo Cádiz e perde a invencibilidade no Espanhol

Apático, Real Madrid é superado pelo Cádiz e perde a invencibilidade no Espanhol

Parada para os jogos das seleções na Data Fifa foi bastante prejudicial ao time de Zidane

AE

Lozano marcou o gol do Cádiz

publicidade

O Real Madrid teve um sábado para se esquecer no Estádio Alfredo Di Stéfano. Perdeu a invencibilidade e a liderança do Campeonato Espanhol para o Cádiz, que mostrou forças para ganhar por 1 a 0, mesmo atuando fora de casa.

A parada para os jogos das seleções na Data Fifa foi bastante prejudicial ao Real Madrid, que liderava com 10 pontos e não sabia o que era derrota. O time retornou da pausa sonolento e sem criatividade. E com o tropeço inesperado despencou para o terceiro lugar na tabela. Soma os mesmos 10 pontos do Cádiz, o novo líder, e do Granada, agora em segundo após 1 a 0 no Sevilla.

Veja Também

Foi um primeiro tempo ruim do Real Madrid. Sem objetividade, a equipe do técnico Zinedine Zidane sequer conseguiu ameaçar o gol de Ledesma, mesmo alugando o campo de ataque.

O poderoso setor ofensivo merengue, com Benzema, Vinicius Junior e Lucas Vázquez deixou a desejar na etapa. O brasileiro, numa bicicleta, aos 40, até poderia ter mais sorte. Mas Modric jogou de zagueiro e atrapalhou o lance.

Investindo na forte marcação e nos contra-ataques, o Cádiz foi quem criou as melhores chances. Negredo cabeceou raspando aos 13, e Courtois espalmou o chute forte de Salvi aos 14.

Aos 15, o goleiro nada pôde fazer quando Negredo serviu Lozano, que tirou com categoria do goleiro para abrir o marcador. O atacante ainda quase ampliou aos 29, com Courtois novamente fazendo milagre. O Real abusou de errar o alvo e mereceu ir para o intervalo em desvantagem.

Atrás do marcador e apático jogo, o Real Madrid voltou bem diferente para a fase final. Zidane fez logo quatro alterações para evitar o revés. Colocou Asensio, Casemiro, Éder Militão e Valverde e o time melhorou.

Vinicius Junior teve duas chances de empate, uma em cabeçada livre, porém errou o alvo. Jovic, quinta mudança de Zidane, até empatou o jogo, mas o gol acabou anulado. Benzema, autor da assistência, estava impedido no lance.

O Real lutou até o fim. Mostrou, contudo, enorme falta de criatividade e acabou esbarrando na bom paredão defensivo do Cádiz, o novo líder do Espanhol.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895