Atlético-GO vence o rebaixado Coritiba e faz a melhor campanha da história
patrocinado por

Atlético-GO vence o rebaixado Coritiba e faz a melhor campanha da história

Time chegou a 50 pontos e conseguiu estabilidade na Série A

AE

publicidade

Na sua despedida no Campeonato Brasileiro de 2020, o Atlético-GO teve um motivo a mais para comemorar a vitória sobre o Coritiba, por 3 a 1, nesta quinta-feira à noite, no estádio Antônio Accioly, em Goiânia (GO), pela 38ª rodada. O time goiano chegou aos 50 pontos e fechou esta temporada atípica com a sua melhor na elite. Rebaixado há três rodadas, o time do Paraná terminou com 31 pontos, em penúltimo lugar.

O Atlético superou a campanha de 2011, quando somou 48 pontos e só não conseguiu ganhar uma posição nesta rodada final. Antes deste jogo, já tinha confirmado uma vaga na Copa Sul-Americana, garantindo a premiação da CBF de R$ 13,7 milhões. No sábado à tarde no mesmo local, o Atlético vai disputar o título goiano de 2020 contra o Goianésia, em jogo único.

Após a queda para a Série B, o Coritiba dividiu o elenco para a reta final do Brasileirão e a preparação para o Paranaense. O técnico Gustavo Morínigo nem viajou com a delegação e o time foi dirigido pelo auxiliar Júlio Sérgio, aparecendo pela quinta vez no banco de reservas.

Para este jogo foram relacionados 12 jogadores da base, portanto, sem nenhum compromisso com os três pontos. O Coritiba, com seu time titular, vai estrear no Campeonato Paranaense contra o Cascavel em casa, no estádio Couto Pereira, domingo à tarde.

O time da casa ainda abriu o placar no começo, logo aos dois minutos. Após a cobrança de escanteio pelo lado direito, a defesa se preocupou com os atacantes e a bola sobrou para a cabeçada firme do zagueiro Gilvan. Quase que saiu o segundo gol aos 30 minutos, quando Wellington Rato soltou a bomba de fora da área e Arthur rebateu para a frente.

Mas o goleiro do Coritiba falhou três minutos depois, quando foi chutar a bola com o pé e a entregou nos pés de Chico. Ele fez o passe lateral para Wellington Rato que chutou forte no canto direito do goleiro, fazendo 2 a 0 aos 33 minutos. O terceiro gol saiu aos 46 minutos, quando Wellington Rato invadiu a área pelo lado esquerdo e chutou mesmo sem ângulo. A bola desviou num defensor, em Guilherme Biro, e enganou o goleiro Arthur. Gol contra.

Com o jogo ganho, Marcelo Cabo já fez três trocas no intervalo com as entradas de Matheus Vargas, Marlon Freitas e Oliveira, respectivamente, nos lugares de Wellington Rato, Willian Maranhão e João Victor. O jogo continuou em ritmo de treino, com vantagem do time goiano.

Mas logo se viu um relaxamento do Atlético-GO que sofreu um gol aos 17 minutos. O cruzamento saiu do lado esquerdo com Luiz Henrique e o experiente Ricardo Oliveira desviou bem de cabeça no ângulo. O veterano de 40 anos deve deixar o clube.

O gol de honra do Coritiba, porém, não mudou o ritmo de jogo. O Atlético-GO atacava com tranquilidade e poderia ter ampliado o placar se não houvesse muito preciosismo de seus atacantes.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895