Boca bate o Athletico-PR pelas oitavas da Libertadores
capa

Boca bate o Athletico-PR pelas oitavas da Libertadores

Equipe argentina se aproxima de classificação às quartas de final

Por
R7

Marco Rúben errou pênalti no último minuto do jogo

publicidade

O argentino Boca Juniors saiu na frente por uma vaga nas quartas de final da Copa Libertadores da América. Jogando na noite desta quarta na Arena da Baixada, o Boca bateu o Athletico Paranaense por 1 a 0, gol de Alexis McAllister. O resultado dá vantagem aos argentinos para o jogo de volta, marcado para a próxima semana (31) no estádio La Bombonera, em Buenos Aires. A equipe brasileira precisa vencer por 1 a 0 para levar o próximo jogo para os pênaltis ou ganhar por diferença de um gol (2 x 1 ou 3 x 2, por exemplo).

Embora sem gols na primeira etapa, Athletico-PR e Boca fizeram um jogo movimentado entre equipes que têm no toque de bola o seu forte. A equipe brasileira sabia da necessidade de vencer em casa e carregar uma vantagem para Buenos Aires, mas o bom sistema defensivo argentino anulou as tentativas do Furacão paranaense.

As ações de ataque do Athletico-PR eram centradas nos atacantes Rony e Marcelo Cirino. Rony foi o mais caçado pelos jogadores do Boca, sendo que Goltz, Capaldo e Abila receberam cartões amarelos ainda na primeira etapa e Marconi foi amarelado no início do segundo tempo. Pelo lado do Furacão, o técnico Tiago Nunes recebeu cartão amarelo por reclamação considerada excessiva.

Aos 38 do segundo tempo, um chute de McAllister desviou na zaga e entrou no ângulo esquerdo do goleiro Santos, fazendo Boca 1 x 0. Nos descontos, o Athletico teve a chance do empate com pênalti sobre Rony. Marco Ruben foi para a cobrança. A bola tocou no poste esquerdo do gol de Andrada colocando fim às chances de empate do time brasileiro.