Brasil é derrotado pelas coreanas e dá adeus à chance de medalha na Copa do Mundo
capa

Brasil é derrotado pelas coreanas e dá adeus à chance de medalha na Copa do Mundo

China conquistou torneio com uma rodada de antecedência

Por
AE

Brasil foi superado pela seleção da Coreia do Sul


publicidade

A seleção brasileira feminina de vôlei foi derrotada pela Coreia do Sul por 3 sets a 1 - com parciais de 25/23, 18/25, 25/20 e 25/21 -, neste sábado, em Osaka, no Japão, e deu adeus às chances de conquistar uma medalha na Copa do Mundo. Depois de superar Camarões por 3 sets a 0 na sexta-feira, o Brasil ainda almejava alcançar um bronze na reta final da competição, na qual o time comandado pelo técnico José Roberto Guimarães iria fechar a sua campanha na madrugada deste domingo, em jogo contra a Rússia. 

Para seguir na luta por um lugar no pódio, a equipe nacional precisava bater as sul-coreanas por 3 a 0 ou 3 a 1 e ainda superar as russas na rodada final do torneio, disputado em sistema de pontos corridos, em turno único, pelas 12 seleções participantes. Essa foi a quarta derrota do Brasil em 10 jogos realizados em sua campanha. E ao levar a melhor no duelo deste sábado, a Coreia do Sul também igualou o número de vitórias das brasileiras (seis), depois de ter contabilizado quatro derrotas ao longo de sua participação no evento, todo disputado em solo japonês. Antes de cair diante da Coreia do Sul, a seleção brasileira fechou a antepenúltima rodada da Copa do Mundo em quarto lugar, atrás apenas de China, Estados Unidos e Rússia. E com essa derrota a equipe dirigida por Zé Roberto Guimarães estacionou na quarta posição com 18 pontos, mesma pontuação das sul-coreanas, que ficaram em quinto lugar. 

A seleção brasileira começou o confronto deste sábado escalada com Bia, Mara, Amanda, Gabi, Lorenne, Macris e a líbero Léia. Depois entraram Fabiana, Sheilla, Drussyla e Roberta na equipe no decorrer do duelo. Yeon Koung Kim, com 25 pontos, foi o grande destaque da vitória da Coreia do Sul, que também contou com Jaeyeong Lee se destacando com 20 acertos.

O maior nome ofensivo do Brasil foi Lorenne com 23 pontos, enquanto que Gabi somou outros 14. O técnico brasileiro lamentou a derrota e apontou a ineficiência no saque e bloqueio como fatores decisivos para o revés no penúltimo jogo na Copa do Mundo. "A Coreia do Sul jogou muito bem no sistema defensivo a partir de um bom saque. Nós não conseguimos ter a mesma eficiência tanto no saque como no bloqueio. Fizemos poucos pontos de bloqueio e isso fez com que o time coreano acreditasse cada vez mais no jogo", disse o treinador. 


China campeã

O título da Copa do Mundo foi conquistado com uma rodada de antecedência pela China, que arrasou a Sérvia por 3 sets a 0 chegou à sua quinta conquista, a segunda consecutiva, para se tornar a maior campeã da competição, desbancando Cuba, que tem quatro troféus. O título coroa uma campanha irretocável das chinesas, que venceram todos os seus 10 jogos no torneio até aqui e somaram 29 pontos, quatro a mais que os Estados Unidos, que aparecem na vice-liderança e brigam com a Rússia pela medalha de prata. A competição no Japão termina neste domingo, quando a China fecha a sua participação contra a Argentina apenas para cumprir tabela e comemorar o título.