Brasil de Pelotas perde para o Coritiba, que pode garantir acesso à Série A
patrocinado por

Brasil de Pelotas perde para o Coritiba, que pode garantir acesso à Série A

Xavante foi dominado e sofreu 2 a 1, estacionando nos 23 pontos, na lanterna da segundona

AE

Leo Gamalho decidiu para o Coxa

publicidade

Numa partida de ataque contra a defesa, o Brasil de Pelotas não conseguiu fazer frente e foi derrotado pelo Coritiba por 2 a 1, no Couto Pereira, neste domingo pela 36ª rodada da Série B. O gol da vitória saiu apenas aos 48 minutos do segundo tempo com o artilheiro Léo Gamalho. A vitória encerrou uma sequência de duas derrotas consecutivas do agora líder, com 64 pontos, um a mais que o Botafogo, vice-líder e que jogará nesta segunda-feira contra o Operário, no Rio. O Xavante, já rebaixado, é o último, com apenas 23 pontos conquistados.

Além da liderança provisória, o resultado pode dar ao Coritiba o acesso à Série A de 2022. Para isso, os paranaenses precisam torcer por tropeço do CRB, que visitará o Brusque, em Santa Catarina. O Brasil foi dominado no primeiro tempo pelo Coxa, que acertou três bolas na trave, mas não conseguiu abrir o placar. Logo aos oito, Waguininho recebeu cruzamento e cabeceou no poste. No rebote, Léo Gamalho ainda chutou, mas em cima da marcação.

No minuto seguinte, após confusão na área, o árbitro viu toque de mão do zagueiro Ícaro, marcou pênalti para o Coritiba e ainda expulsou o defensor do Brasil. Contudo, o árbitro revisou o lance no VAR, viu que não houve toque na mão, anulou a penalidade e também o cartão vermelho.

A pressão do time paranaense continuou por todo primeiro tempo. Aos 29, Val recebeu bola na intermediária e arriscou chute de fora da área. Ela bateu na trave direita do goleiro Marcelo e saiu pela linha de fundo. Antes do intervalo, aos 44, Luciano Castán também parou na trave.

No segundo tempo o Coritiba seguiu no ataque e precisou de apenas nove minutos para enfim balançar as redes. Robinho cobrou escanteio pela direita e Waguininho cabeceou forte para o chão, sem chances de defesa para o goleiro Marcelo. A vantagem deu mais tranquilidade ao Coritiba, que passou a tocar mais a bola. O que o time paranaense não esperava é que o Brasil-RS fosse conseguir empatar.

Paulinho cruzou da esquerda e Natanael bloqueou a bola com a mão dentro da área. Aos 36 minutos, Erison cobrou no meio e deixou tudo igual. O empate fez o Coritiba ir para o tudo ou nada no final do segundo tempo e o gol da vitória saiu aos 48 minutos. Após confusão na área, William Alves dividiu bola com Leandro Camilo e Léo Gamalho completou para as redes, dando números finais ao confronto.

O Coritiba volta a campo no próximo domingo para enfrentar o CSA, às 19 horas, novamente no Couto Pereira, em Curitiba (PR). Enquanto o Brasil, no mesmo dia e horário, receberá o Botafogo, no Bento Freitas, em Pelotas (RS).


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895