Campanha arrecada 3,4 toneladas de alimentos a comunidades carentes no RS
patrocinado por

Campanha arrecada 3,4 toneladas de alimentos a comunidades carentes no RS

Mobilização foi feita junto aos torcedores da Dupla Gre-Nal desde o mês de maio

Felipe Samuel

Os produtos serão distribuídos para a população em situação de vulnerabilidade social por conta da pandemia do novo coronavírus

publicidade

Com arrecadação de mais de 3,4 toneladas de alimentos não perecível, o projeto Live Grenal Desafio da Solidariedade se encerrou nesta quarta-feira com a entrega de mais 108 cestas básicas à Defesa Civil do Estado. Os produtos serão distribuídos para a população em situação de vulnerabilidade social por conta da pandemia do novo coronavírus.

A iniciativa da Secretaria do Esporte e Lazer (SEL) teve início no dia 27 de maio, na Arena, quando o vocalista da banda Chimarruts, Rafa Machado (torcedor do Grêmio), e o vocalista da Acústicos e Valvulados, Rafael Malenotti, (torcedor do Internacional), decidiram lançar promover uma espécie de Gre-Nal solidário.

A mobilização junto aos torcedores da dupla resultou na coleta de 3,4 toneladas de alimentos para a população carente do Rio Grande do Sul. Além de garantir que as ações sociais são parte da rotina do grupo musical, Machado afirma que tanto gremistas quanto colorados ganharam com o 'desafio do bem'.

"Decidimos desafiar a galera a fazer uma boa ação, o desafio do bem. Foi muito gratificante, como artista sempre me vi na obrigação de dar uma contribuição nessa parte social. Na medida do possível, estou sempre procurando me doar ao máximo para esse tipo de ação", destaca. "Foi super bom, acabou mobilizando torcida para esse lado", completa. 

Chefe da Divisão de Assistência às Comunidades Atingidas da Defesa Civil do Estado, major Daniel Silva da Silva explica que os produtos vão ser entregues a famílias em situação de vulnerabilidade social. O oficial afirma que o RS ainda está em estado de calamidade pública em razão da pandemia do novo coronavírus, além de enfrentar resquícios da 'forte estiagem' do último verão.

"Essas cestas (básicas) com toda certeza vão auxiliar a diminuir o sofrimento de famílias em situação de vulnerabilidade", observa. Após  catalogar os alimentos e avaliar quais regiões estão mais necessitadas, a Defesa Civil começa a distribuição dos produtos.

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895