Campeã mundial e olímpica, judoca Rafaela Silva é flagrada no exame antidoping
capa

Campeã mundial e olímpica, judoca Rafaela Silva é flagrada no exame antidoping

Atleta participou de duas edições dos Jogos Olímpicos

Por
AE

Rafaela Silva foi pega no antidoping

publicidade

A judoca campeã mundial, pan-americana e olímpica Rafaela Silva, de 27 anos, foi flagrada no exame antidoping. A informação foi publicada inicialmente pelo site Globoesporte.com.

Rafaela conquistou semanas atrás a medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos de Lima, no Peru, e no fim de agosto conquistou o bronze no Mundial da modalidade no Japão, na categoria até 57 kg. No mesmo evento, ainda foi bronze por equipes mistas. Ainda não há informação se essas conquistas serão invalidadas, mas a informação é de que seu doping foi detectado no Pan de Lima, segundo o jornal o Estado de São Paulo. 

Um dos principais nomes do judô nacional, a atleta participou de duas edições dos Jogos Olímpicos. No Rio, ela foi ouro e está cotada para repetir a conquista no próximo ano, no Japão. Para se defender do teste positivo para doping, Rafaela Silva terá como advogado Bichara Neto, que já atuou em casos semelhantes de atletas, como foi com o nadador Gabriel Santos e com a tenista Beatriz Haddad Maia.

Os casos de doping vêm incomodando o Comitê Olímpico do Brasil (COB), que está com uma campanha para diminuir o uso de suplementos pelos atletas. Recentemente, a entidade promoveu um debate sobre o assunto e diz que o uso indiscriminado dessas substâncias pode ser um perigo para a carreira dos atletas.

Além de Rafaela Silva, o Time Brasil teve no Pan de Lima outros dois casos de doping. Um foi do ciclista Kácio Freitas, que conquistou o bronze por equipes. O outro foi de Andressa Morais, do lançamento de disco. Ela foi medalha de prata e está suspensa preventivamente e, por isso, não disputará o Mundial de Atletismo.