Chelsea vence Villarreal nos pênaltis e conquista a Supercopa da Uefa
patrocinado por

Chelsea vence Villarreal nos pênaltis e conquista a Supercopa da Uefa

Goleiro Kepa Arrizabalaga, que entrou somente para as penalidades, defendeu uma cobrança e foi decisivo para o título

AFP

Torneio abre a temporada na Europa

publicidade

O Chelsea conquistou a segunda Supercopa da Uefa de sua história ao vencer o Villarreal na disputa de pênaltis por 6 a 5, após empate em 1 a 1 no tempo regulamentar,, nesta quarta-feira em Belfast, na Irlanda do Norte. O atacante marroquino Hakim Ziyech abriu o placar ao desviar para as redes um bom cruzamento da esquerda de Kai Havertz, mas Gerard Moreno empatou após uma boa jogada do Villarreal.

Depois de terem sido derrotados em suas últimas três participações na Supercopa da Europa, torneio que coloca frente a frente o vencedor da Liga dos Campeões (Chelsea) contra o vencedor da Liga Europa (Villarreal), os 'Blues' levaram o seu segundo título, depois da taça conquistada em 1998.

Na disputa de pênaltis, Havertz, o primeiro a cobrar, foi o único jogador a perder pelo Chelsea. O goleiro espanhol Kepa Arrizabalaga, que entrou em campo no último minuto da prorrogação, defendeu as cobranças de Aissa Mandi e Raúl Albiol garantindo assim o título para os londrinos.

O Chelsea foi superior no primeiro tempo e Ziyech marcou com um chute de primeira dentro da área dos espanhóis, após uma penetração de Havertz pela esquerda, pegando a defesa desarrumada e desviando para o fundo das redes.

O gol do empate veio quando o Villarreal tinha um claro domínio no segundo tempo, após uma bela combinação - com toque de calcanhar de Boulaye Dia - em um contra-ataque que terminou com Gerard aproveitando uma bola perdida dos 'Blues'.

Ziyech lesionado, Moreno no travessão

A primeira chance do jogo foi dos londrinos. Em um escanteio cobrado por Ziyech, Timo Werner desviou com o pé e Sergio Asenjo mostrou seus reflexos e defendeu (6). O campeão da Champions voltou a tentar o gol com um chute perigoso de N'Golo Kanté de fora da área que passou perto da trave direita de Asenjo (9).

A equipa de Tuchel pressionou muito, dificultando as jogadas do Villarreal, que ficou incomodado por não poder fazer seu jogo. Após o gol do marroquino Ziyech, o time espanhol não se abalou e respondeu. Apenas cinco minutos depois, Dia chutou dentro da área e o goleiro Edouard Mendy evitou o empate com uma boa defesa (33).

Mas o Chelsea não ia deixar o Villarreal crescer e quase marcou o segundo da noite por meio de Marcos Alonso, cujo remate rasteiro foi desviado por Asenjo (35). Ziyech teve de ser substituído devido a uma lesão no ombro direito após um choque e sua posição foi assumida pelo americano Christian Pulisic (43).

O campeão da Liga Europa protagonizou o último lance nos acréscimos com um chute de pé esquerdo de Alberto Moreno na trave dentro da pequena área inglesa (45 + 4).

Kepa entra e garante título

Os jogadores de Unai Emery voltaram a acertar a trave no início do segundo tempo. Depois de um escorregão de Mendy, a bola sobrou para Gerard Moreno, que chutou de dentro da área, mandando a bola na trave após o goleiro do Chelsea desviar com os dedos (52).

Pervis Estupiñán daria outro chute na trave para o time espanhol, mas Mendy voltou a aparecer para salvar (68) com firmeza.

Após o empate de Gerard, que recentemente renovou seu contrato até 2027 e cuja equipe buscou seu jogo no segundo tempo, o Villarreal acabou recuando. Como bom campeão europeu, o Chelsea partiu para o segundo gol, embora sem chances claras.

Já na prorrogação, as chances mais claras foram dos londrinos. Primeiro em uma jogada de Pulisic, que meio desequilibrado, mandou a bola rente à trave direita de Asenjo (100). Depois, o goleiro do Villarreal fez uma grande defesa em um chute à queima-roupa de Mason Mount (108).

Tuchel surpreendeu ao colocar Kepa em campo e o goleiro basco respondeu salvando os dois pênaltis na disputa de pênaltis que permitiu ao Chelsea levantar a Supercopa em Belfast.

 

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895