Corinthians vence de virada, afunda o Vasco e deixa para trás risco de rebaixamento

Corinthians vence de virada, afunda o Vasco e deixa para trás risco de rebaixamento

Time carioca fica a um ponto da zona da degola após sofrer 4 a 2 em casa

Correio do Povo

Corinthians conseguiu virada no fim do jogo

publicidade

O Corinthians venceu o Vasco, nesta terça-feira, e despachou o perigo da zona do rebaixamento. A virada por 4 a 2, em pleno São Januário, voltou a afundar a equipe carioca na berlinda do Z4, com o Bahia podendo empurrar os vascaínos para a degola na sequência da rodada.

Com o resultado, os corintianos chegam a 47 pontos e praticamente deixam qualquer risco de cair, com um ponto a mais que o Inter que ainda atua na rodada. O Vasco estaciona em 42 em 16º. O próximo desafio do Vasco será contra o Grêmio, na Arena, domingo.

A equipe cruz-maltina começou bem o jogo, ocupando o campo do rival paulista. Abriu o placar, sofreu o empate, mas manteve a postura e chegou ao 2 a 1 com Vegetti inspirado.

Só que o Vasco não conseguiu segurar lá atrás e viu aos 44 do primeiro tempo, pertinho do intervalo, a igualdade assombrar as arquibancadas de São Januário no gol de Romero.

Veio a segunda etapa e o psicológico ficou todo com o Corinthians. Embalados, os comandados de Mano Menezes foram atrás do vira-vira.

Gabriel Moscardo fez o 3 a 2 e a base mostrou sua força no fim da partida com Giovane anotando 4 a 2 e dando fim a qualquer reação vascaína. Ainda teve confusão nas arquibancadas que paralisou o jogo, com objetos sendo jogados no gramado. Aos 56 minutos, apito final e drama para os donos da casa, alívio para o Timão.


Mais Lidas

Confira a programação de esportes na TV deste domingo, 3 de março

Opções incluem eventos de futebol e outras modalidades esportivas em canais abertos e por assinatura



Placar CP desta segunda-feira, 4 de março: confira jogos e resultados das principais competições de futebol

Acompanhe a atualização das competições estaduais, regionais, nacionais, continentais e internacionais

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895