Defensor avalia pedir pontos da derrota para o Atlético-MG na Libertadores

Defensor avalia pedir pontos da derrota para o Atlético-MG na Libertadores

Punido na fase anterior, Barcelona de Guayaquil quer a paralisação da competição

AFP

Atlético venceu o Defensor por 2 a 0 no Uruguai

publicidade

A diretoria do Defensor Sporting estuda um eventual pedido à Conmebol dos pontos perdidos para o Atlético Mineiro na Copa Libertadores depois que o órgão sul-americano informou irregularidades nas listas de jogadores de 21 equipes participantes. Quem afirmou foi o presidente do clube de Montevidéu, Daniel Jablonka, que disse ter encaminhado ao departamento jurídico para que avalie o caso e que a diretoria ia se reunir para determinar se é pertinente fazer a reivindicação.

"É algo que vamos estudar", admitiu Jablonka. "Não temos todas as informações para emitir um juízo de valor", reconheceu ele no programa 100% Sport da rádio local Sport 890, embora tenha enfatizado que "eles não podem sancionar as irregularidades porque o antecedente é grave".

O Defensor Sporting ficou em situação delicada na Copa Libertadores depois de perder por 2 a 0 na quarta-feira para o Atlético-MG em Montevidéu no jogo de ida pela terceira fase do torneio e vai jogar a revanche no dia 27 de fevereiro. A equipe uruguaia chegou a essa fase depois de ter sido beneficiado anteriormente por uma decisão da Conmebol, que o declarou vencedor por 3 a 0 do duelo de ida da segunda fase diante do Barcelona do Equador. Os uruguaios haviam perdido no campo por 2 a 1, mas ganharam os pontos pela inclusão indevida do volante colombiano Sebastián Pérez. No jogo de volta os equatorianos também venceram (1 a 0) mas acabaram sendo eliminados.

A Federação Equatoriana de Futebol (FEF), em defesa dos interesses do Barcelona, enviou à Conmebol uma carta reclamando que sejam fornecidos os detalhes dos expedientes abertos pela inscrição irregular de jogadores. O Barcelona pede que o torneio seja suspenso até que a Comissão de Disciplina da Conmebol tome uma atitude. O presidente do Barcelona, Francisco Cevallos, desafiou os dirigentes do Defensor a pedirem os pontos também do jogo contra o Atlético Mineiro, um dos envolvidos.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895