Fred faz 2 gols na sofrida vitória do Fluminense sobre o Independiente Santa Fé
patrocinado por

Fred faz 2 gols na sofrida vitória do Fluminense sobre o Independiente Santa Fé

Clube chegou a 4 pontos e igualou River Plate na liderança

AE

Atacante se tornou segundo maior artilheiro do clube

publicidade

Com dois gols do artilheiro Fred, o Fluminense derrotou o Independiente Santa Fé, nesta quarta-feira, em ArMeñia, Colômbia, em duelo válido pelo Grupo D da Copa Libertadores. Com o resultado, o time carioca chegou aos quatro pontos, igualando-se na primeira colocação ao River Plate, que venceu o Júnior de Barranquilla, na Argentina, também por 2 a 1.

Com a atuação destacada, Fred chegou a 185 gols com a camisa do Fluminense, tornando-se o segundo maior artilheiro da história do clube, superado apenas por Waldo, autor de 319.

O primeiro tempo mal havia começado e o Fluminense já havia conseguido abrir o placar. Aos quatro minutos, a dupla Nenê e Fred mais uma vez fez a diferença, apesar da constante chuva, com o meia dando belo toque de calcanhar para o centroavante fazer 1 a 0.

A partir daí, o time das Larajeiras deixou a iniciativa para o adversário, que ficou 75% do tempo com a bola. Apesar do domínio territorial, as melhores chances ainda foram do Fluminense. Na melhor delas, Kayky acertou a trave. Nenê em cobrança de falta também exigiu esforço do goleiro Castellanos.

Mas por pouco o Fluminense não foi castigado por deixar a bola com o rival e perder boas oportunidades de ampliar ao placar, quando Mosquera surgiu livre na frente de Marcos Felipe. O lateral-esquerdo virou, bateu forte, mas mandou por cima.

O segundo tempo não poderia ter melhor início para o Fluminense. Na primeira jogada, aos 33 segundos, Kayky lançou Egídio na esquerda e o cruzamento saiu perfeito para Fred fazer o segundo gol do jogo. O gol pareceu tirar a concentração do time carioca, que, aos 5 minutos, falhou feio na marcação e Giraldo aproveitou para diminuir: 2 a 1.

O gol animou o Santa Fé que buscou o ataque, mas não conseguiu dominar tanto como no primeiro tempo, muito por causa da entrada de Gabriel Teixeira, aos 15 minutos. O garoto criou duas belas oportunidades para a marcação do terceiro gol.

O problema foi a expulsão de Egídio, aos 25 minutos. Roger foi obrigado a tirar Gabriel Teixeira e colocar Danilo Barcelos para ajeitar o setor defensivo. O Santa Fé aproveitou para explorar o lado esquerdo da defesa do Fluminense e foi por ali onde Jersson González quase empatou aos 38 minutos.

O Santa Fé insistiu, mas parou na boa atuação do goleiro Marcos Felipe, autor de pelo menos mais duas belas defesas, uma delas aos 48 minutos, que garantiram os três pontos para o tricolor carioca.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895