Goleiro da seleção alemã perde memória após levar bolada na cabeça
patrocinado por

Goleiro da seleção alemã perde memória após levar bolada na cabeça

Brend Leno chegou a fazer grande defesa enquanto estava sofrendo de amnésia

AFP

Goleiro da seleção alemã perde memória após levar bolada na cabeça

publicidade

O goleiro do Bayer Leverkusen Bernd Leno, habitual convocado para defender a seleção da Alemanha, perdeu a memória durante a partida contra o Borussia Monchengladbach (2-1), nesse sábado, após levar forte bolada na cabeça.

"Não tenho nenhuma lembrança do que aconteceu no jogo entre os minutos 21 e 35 do primeiro tempo", declarou ao site do jornal Bild o goleiro, que ficou em campo e chegou até a fazer grande defesa enquanto estava sofrendo de amnésia.

Aos 21 minutos de jogo, o atacante do Borussia Monchengladach Oscar Wendt invadiu a área do Leverkusen e finalizou com toda a força, acertando em cheio a cabeça de Leno. Segundo o Bild, o chute teria chegado a 93 km/h. Após a defesa, Leno ficou no chão e precisou de atendimento. O médico do Leverkusen, Philipp Ehrenstein, garante que fez ao goleiro as perguntas habituais, destinadas a determinar o degrau de consciência de um jogador após um choque.

"Bernd respondeu a todas as perguntas, ele não estava inconsciente", afirmou o médico. "Tirando essa pequena perda de memória, ele não sofreu nada. Podemos exemplificar o ocorrido como um CD, que apesar de ter um pequeno aranhão, é possível ouvir a música sem problema", explicou o médico-chefe do clube, Karl-Heinrich Dittmar.

Leno foi convocado pelo técnico Joachim Low para o amistoso de quarta-feira contra a Finlândia e para a estreia nas eliminatórias para a Copa do Mundo-2018 diante da Noruega, no domingo.

publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895