Amadurecimento e afirmação de Jean Pyerre dão ao Grêmio gás para decolagem na temporada

Amadurecimento e afirmação de Jean Pyerre dão ao Grêmio gás para decolagem na temporada

Com seu camisa 10 livre de lesões e à vontade dentro de campo, Tricolor teve seis vitórias em sete jogos

Rafael Peruzzo

Desde que retornou à titularidade, jogador marcou quatro gols e encantou com assistência e visão de jogo

publicidade

A qualidade técnica tem se mostrado indiscutível. Jean Pyerre sempre foi tratado como um jogador diferente, um “extraclasse”, e o mês de novembro mostrou algo que se cobrava do camisa 10 do Grêmio: o amadurecimento dentro e fora dos gramados. Livre das lesões que o atormentaram desde setembro do ano passado, o meia teve um período de retomada e afirmação no clube. Reassumiu a titularidade no time de Renato Portaluppi no dia 8 do mês passado.

Antes, vinha entrando em alguns jogos, mas não correspondia da maneira que dele se esperava. Recebeu uma atenção especial da comissão técnica para se recondicionar e voltar com 100% física e tecnicamente. O jogo do retorno foi contra o Fluminense, no Maracanã, pelo Brasileirão. Desde a volta do camisa 10, foram sete partidas, com seis vitórias e um empate. O aproveitamento é de 90,4%, incluindo jogos de Brasileirão, Copa do Brasil e Libertadores da América. 

Além disso, ele marcou quatro gols. “O Jean é diferenciado, qualquer atacante gosta de jogar com ele. É importante esse crescimento dele em campo e profissionalmente, ele amadureceu bastante, tenho falado com ele quase que diariamente”, comenta Renato. “Nos últimos meses o Jean amadureceu, esperamos que ele continue nesse ritmo porque ele é importante para o time. É um jogador que pode ser vendido para a Europa, chegar à Seleção Brasileira, depende dele”, completa o treinador.

Veja Também

Jean chegou a ser especulado no Palmeiras em setembro. A negociação envolveria vários jogadores do time paulista, mas sua permanência e posterior aproveitamento eram uma convicção do presidente Romildo Bolzan Júnior. O mandatário jamais admitiu negociar o camisa 10 para o mercado interno. Além disso, o Grêmio sempre deixa claro que primeiro o jogador precisa dar o ganho desportivo ao clube, para depois ser negociado.

O camisa 10 tem contrato com o Grêmio até 2023. Amanhã o Tricolor enfrenta o Guaraní, na Arena, no jogo de volta das oitavas de final da Libertadores da América. A novidade na equipe deve ser o retorno do argentino Kannemann


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895