Após cirurgia, Renato deve voltar às atividades normais em uma semana
capa

Após cirurgia, Renato deve voltar às atividades normais em uma semana

Especialista em arritmias explicou procedimento realizado no técnico do Grêmio

Por
Correio do Povo

Renato deve estar completamente recuperado em uma semana, diz médico

publicidade

O técnico Renato Portaluppi passa bem após o procedimento ao qual foi submetido no Rio de Janeiro na manhã deste sábado. A ablação, procedimento para quem apresenta quadro de arritmia cardíaca, foi bem sucedida. Assim, o técnico do Tricolor deverá retomar às atividades normais em uma semana.

O chefe do Setor de Arritmias Cardíacas do Hospital Moinhos de Vento, Leandro Ioschpe Zimerman, que acompanhou o procedimento, explica que a ablação é uma cauterização, que varia conforme o tipo de arritmia apresentado.

No caso de Renato, a chamada fibrilação atrial. O procedimento consiste na colocação de cateter do lado esquerdo, na parte superior do coração, o átrio, com cauterização em torno da veia. O procedimento costuma ser feito em cerca de 1h30min. No entanto, no caso da fibrilação atrial, pode levar de 3h a 4h.

Zimerman explica que, no caso de Renato, não houve manifestação dos sintomas comuns, como cansaço, palpitação ou fraqueza. Em exames de rotina realizados em setembro, o treinador apresentou um quadro novo de arritmia, algo que já havia apresentado em janeiro, quando passou pelo procedimento da primeira vez.

Como é a segunda vez que Renato passa pelo procedimento, não há como saber se o treinador precisará voltar a ser submetido a outra ablação. Ele explica que, em cerca de 20% dos casos, conforme a literatura médica, os pacientes precisam retornar. "O resultado foi ótimo, vamos seguir acompanhando", frisou.

Após o procedimento, os cuidados a serem tomados não são extensos, com exceção à primeira semana. Devem ser evitados esforços físicos, com repouso no início, além do uso de medicamentos temporários. "Esse tipo de arritmia não demanda muitos cuidados. Durante a semana já deve estar fazendo as coisas do dia a dia sem problemas, mas damos a previsão de uma semana para estar liberado completo", explicou o especialista.